Slovenian Contemporary Portrait exhibition catalogue Nov 2013 - Page 8

interpretações. Katja Kremeni? aborda na sua série uma forma semelhante, mas de um modo animado que, frequentemente, seduz o espectador com aquilo que não é visível à primeira vista, mas que só se revela com um segundo olhar. O retrato é também característico do documentário de cariz social e das reportagens. Nas palavras de Uroš Ho?evar, fotojornalista e autor de um livro sobre a estética da nova fotografia, é crucial caracterizar um indivíduo para compreender a sua fotografia. Ciril Jazbec e Matic Zorman utilizam a fotografia para explorar questões sociais, estando o primeiro mais interessado nos indivíduos cujo destino é incerto devido às alterações climáticas e o segundo nos indivíduos que sofrem devido a inúmeros conflitos politicos e guerras. São ambos extremamente sensíveis aos problemas de comunidades marginalizadas pela sociedade, que representam retratando o indivíduo nas duras condições do quotidiano. Retratos de indivíduos no seu ambiente natural também se encontram na fotografia de Boštjan Pucelje e o seu carácter clássico recorda-nos um ponto de viragem na história do retrato na fotografia. Em contraste, as fotografias de DK e Jošt Franko são de carácter documental, transmitindo a percepção de um determinado momento e espaço. O trabalho de Robert Hutinski também poderá ser visto como socialmente comprometido, mas o autor utiliza uma técnica de patchwork habitualmente não ligada ao género. Os seus trabalhos, transgridem os limites da fotografia conceptual, que ocupa um lugar especial na fotografia contemporânea eslovena. Esta característica também pode ser atribuída a Uroš Abram e Jure Kastelic, pois ambos utilizam a manipulação digital para esbater fronteiras entre realidade e ficção. Manipulam o espectador, jogando com a sua percepção da fotografia e com o conteúdo e os atributos fisícos. Deve também ser mencionado o auto-retrato, que não está representado extensivamente em nenhuma das séries, mas pode ser observado em muitos dos autores, subtilmente ou de forma explícita. Recentemente o retrato tem-se tornado um género muito heterogéneo na Eslovénia, tanto em relação aos aspectos técnicos como ao seu conteúdo, o que é confirmado pelo conjunto de fotógr ???????????????????????????????????????????????????????????????????)????????????????????????????????????????????????????????????????????????)????????????????????????????????????????????????????????????????????????????)????????????????????????????????????????????????????????????????????????)?????????????????????????????????????????????????????????????????????????)????????????????????????????????????????()1%QIQUI)???? ??????????????L?????5????????????1?????????????)??????????????? ????A????????L?Q???-??? ????????1???????????)U???!?5??????????????????????????????1?????????????)5???-??????Q???Q?????????????????1???????????)9??????????????L?????????????????????A???????5??5???-????????????????????????????? ?????????4?) ????I???????A??????????A????????L?9??????????5?????????E???????M???????????? ??????????((0