SEF em Revista - I Semestre 2017 - Page 4

4 JAN-JUN 17

Conferência Anual da Frontex

dos Chefes de Aeroporto em Cascais

7 a 9 MARÇO

Realizou-se, em Cascais, de 7 a 9 março, a Conferência Anual da Frontex de Chefes de Aeroportos, com a presença de cerca de 150 participantes da União Europeia, países não comunitários e representantes de organismos da União Europeia e Organizações Internacionais.

A sessão de abertura da Conferência foi presidida pela Diretora Nacional do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), Luísa Maia Gonçalves, e pelo Diretor Executivo Adjunto da Frontex - Agência Europeia da Guarda de Fronteiras e Costeira, Berndt Körner.

O SEF é o ponto de contacto nacional da Frontex.

A Frontex organiza anualmente a conferência para os chefes operacionais responsáveis pelo controlo das fronteiras em todos os aeroportos internacionais da União Europeia (UE), a fim de promover o valor acrescentado da cooperação no domínio da gestão integrada das fronteiras.

Nesta participaram, também, os chefes operacionais de aeroportos internacionais selecionados de países não comunitários (República da Albânia, Arménia, Bielorrússia, Bósnia e Herzegovina, Canadá, Cabo Verde, Antiga República Jugoslava da Macedónia, Geórgia, Moldávia, Montenegro, Nigéria, República da Sérvia, Turquia, Ucrânia) e representantes de organismos da UE (Europol, Fundamental Rights Agency, Interpol), Organizações Internacionais (Organização Internacional das Migrações, Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados), Airpol e Migration Asylum Refugees and Regional Initiative.

Na Conferência foi apresentada uma breve revisão das atividades operacionais realizadas pela Frontex em 2016 e os desafios operacionais a enfrentar nas fronteiras aéreas no decurso de 2017. Neste fórum houve ainda lugar a discussão de questões de interesse comum e obtenção informações atualizadas sobre os últimos desenvolvimentos no domínio da gestão integrada das fronteiras aéreas, com vista a uma atuação o mais eficaz possível contra os criminosos que facilitam a imigração ilegal e o tráfico de seres humanos.