Riscos que nos ameaçam PD50 - Page 6

Sobre a capa e contracapa Toninho de Souza é um artista renomado que mora em Brasí- lia desde criança. Ele nasceu em Riachão das Neves (BA), em 1951. É pintor, escultor, gravador, ceramista, muralista, cenó- grafo, desenhista, poeta, escritor, curador e precursor da arte digital no Brasil. Artista renomado, que não teve influências em sua obra, criou a linguagem artística do Melantucanarismo (1993) e a linguagem da Arte Pós-Contemporânea (2016). Reconhecido internacionalmente como um artista vanguar- dista e de grande valor cultural para Brasília, onde vive desde 1957, sua obra encontra-se em acervos particulares de diversos países, entre eles México, Chile, Estados Unidos, Canadá, Japão, Itália, Bélgica, Suíça, França e Alemanha. Em 1991, no Rio de Janeiro, recebeu o Prêmio de Viagem à Europa. Está entre os artistas mais premiados em salões de Artes do DF e alcançou reconhecimentos e homenagens, tais como a Comenda Cultural do DF e o Título de Cidadão Honorário de Brasília. No ano passado, foi condecorado com a Comenda e Medalha Victor Brecheret, outorgada pela Abrasci e, neste ano de 2018, recebe o Certificado e a Cruz da Referência Nacional na Sociedade, no Empreendedorismo e na Culturas, da Agência Nacional de Cultura, Empreendedorismo e Comunicação (Ancec). Após participar de exposições em Nova York, Boston, Califór- nia e Madri, foi um dos convidados para a 1ª Bienal Internacio- nal de Arte Contemporânea de Chapingo, no México, represen- tando o Brasil. Recentemente, realizou e coordenou a 1ª Bienal Internacional de Arte Urbana na Cidade de Sobradinho-DF, com etapas no Museu Histórico e Artístico de Planaltina e no Maior Mural da Construção de Brasília, no Conic. Sua obra e história podem ser vistas no “Blog do Toninho de Souza – Um artista universal” ou no seu site oficial .