Riscos que nos ameaçam PD50 - Page 67

Considerados os grandes eleitorados, e as conhecidas estatísticas do IBGE sobre escolaridade, podemos afirmar o eleitorado que falta recadastrar (41,8%) contém, em boa medida, parte do eleito- rado mais escolarizado do Brasil. São Paulo representa a circunscrição mais numerosa do país. Esta unidade federada que, em abril de 2018, recadastrara 43% do eleitorado, e que, pelos dados do TSE sobre instrução formal não se acha tão mais avançada em relação aos demais Estados quanto se pode imaginar, tinha a seguinte composição quanto à instrução formal (Tabela 3). A cidade de Florianópolis, capital de Santa Catarina, constitui igualmente um exemplo digno de nota, em oposição ao entendi- mento quase generalizado quanto ao nosso eleitorado (Tabela 4). O Estado do Amapá, no extremo norte do país, teve quase todo o seu eleitorado recadastrado para fins do registro biométrico. Neste caso, assim como no Distrito Federal e em Roraima, Sergipe e Alagoas, as primeiras unidades da Federação a serem objeto do recadastramento, os dados são relativamente atualizados. Diz-se aqui “relativamente” porque são dados recolhidos, em sua imensa maioria, nos anos de 2013 e 2014, quando o TSE, em uma experiência, realizou o recadastramento quase completo dos eleitores destes quatro Estados e do DF, certamente pelo fato de constituírem eleitorados numericamente pequenos, se compara- dos aos grandes Estados. Eis aqui, como exemplos, os dados do Amapá e do Distrito Federal, ambos com as informações recolhidas, basicamente, nos anos de 2013 e de 2014 (Tabelas 5 e 6). Estes dados, naturalmente, não devem conduzir à conclusão de que teríamos no Brasil um eleitorado informado e culto: que sirvam, antes disso, para problematizar a preguiçosa simplifica- ção que sistematicamente nos assola sobre a deseducação dos eleitores brasileiros a partir de uma avaliação da qualidade das escolhas que ele faz. Por este critério, países bem mais desenvolvidos do que o Brasil, quanto à instrução formal do eleitorado, também pode- riam ter que rever sua própria apreciação do respectivo corpo elei- toral, quanto à educação, quando das eleições venham ɕձх)͍́ͅɽ́ͅͅɅ̸)ѽɕ́ѽ́ͽ(