Riscos que nos ameaçam PD50 - Page 19

mos abertos ao novo. Temos, afinal, um encontro marcado com o futuro. E o futuro é agora. Quando afirmamos a necessidade de construirmos uma alter- nativa concreta que unifique o campo das forças democráticas para as eleições de outubro, é também em função disso. O Brasil não pode, de forma alguma, ficar refém de uma polarização entre os extremos, à direita e à esquerda, que atacam a cultura, a democracia e a própria liberdade. As diversas facetas do obscu- rantismo, que se retroalimentam e se confundem entre si, devem ser duramente combatidas no âmbito democrático. Nosso meca- nismo, deve-se sempre lembrar, é o voto. Vamos falar do hoje e do amanhã 17