Riscos que nos ameaçam PD50 - Page 169

Algo muda na África austral, mas pouco José Flávio Sombra Saraiva A região sul do continente africano es­t á animada com a polí- tica interna­ cional dos países do Sul Global. Há mudan- ças nas administrações dos Estados e relevantes notícias acerca de pro­cessos políticos. Emergem novidades e tran­sições particularmente diante das chegadas de novos dirigentes de Estado na paisagem do sul da geografia da África. Houve, nesses meses recentes, movimen­tos positivos e apreen- sões acerca das reno­vações de governos e das novas possibilida­ des de formação de lideranças africanas mo­dernas. Os clamores da classe média africa­na são como os nossos, como se vê no Bra­sil atual, por luta de justiça, vergonha e pro­g resso. No entanto, os centros políticos de países da África austral são poder por si e marcados por corrupção endêmica. Essas são algumas das razões das crises internas nesses países do sul da África. Começou com o Zimbábue. Um dos mais velhos governantes do mundo, como Robert Mugabe, caiu para que tudo continuasse co­mo sempre em seu país. Ao observar sua saí­da, no fim do ano passado, e as novas notí­cias, pode-se pensar que pouco mudou o re­g ime político. Roubou os sonhos da classe média esclarecida daquele país. O sucessor de Mugabe no poder agora mantém a estru­t ura e a força vertical típica da natureza do poder centrado e da gestão da economia da­quele país africano. Nada mudou. O mesmo sucessor não fala muito do re­g ime político-democrá- tico pleno e nem se seguem as aparências de reformação de­pois do longo período do caudilho Muga­be. Mudanças perfunctórias que entraram na nova política no Zimbábue não entre­gam as esperan- ças de uma normalização democrática. Nada mudou. Segue-se, es­truturalmente, a política e a economia do velho poder africano. Outro caso de mudança sem mudar as condições sociais e econômicas do país, mesmo com mudança política, emerge na poderosa África do Sul. Nas terras do lendá­r io e do mais impor- tante líder da África con­temporânea, Nelson Mandela, o ex-presi­ dente poderoso e modelar para o mundo, o dirigente sul-africano 167