Revista Sindesp RJ Revista Digital - Page 7

PARCERIA SINDESP-RJ CONSEGUE ESCALONAR CONTRATAÇÃO DE JOVEM APRENDIZ Termo de Compromisso assinado com a Superintendência Regional do Trabalho permite às empresas de segurança escalonarem em até dois anos contratação de jovens aprendizes O Sindesp-RJ e a Superintendência Regional do Trabalho do Rio de Janeiro assinaram um Termo de Compromisso que permite as empresas de segurança do Estado a aderirem ao programa Jovem Aprendiz de maneira escalonada. De acordo com o Termo de Compromisso, as empresas não precisam contratar de imediato todo o quantitativo de jovens aprendizes exigidos por lei (que corresponde a 5% no mínimo e 15% no máxi mo do total do quadro funcional), podendo escalonar em até dois anos as contratações. Segundo o presidente do Sindesp-RJ, Frederico Camara, o Termo de Compromisso vai ajudar bastante as empresas, principalmente num momento difícil como o que estamos atravessando em razão da crise econômica. - As empresas não queriam deixar de cumprir os termos previstos pelo Ministério do Trabalho e Emprego com relação ao programa Jovem Aprendiz, que, aliás, consideramos de grande relevância do ponto de vista social, mas estava difícil diante da crise financeira que está nos obrigando a cortar gastos. Agora, graças ao Termo de Compromisso que assinamos, vamos poder cumprir a lei sem sacrifícios maiores. SENSIBILIDADE Frederico Camara fez questão de elogiar a sensibilidade e o empenho do superintendente do Trabalho do Rio, Helton Yomura, para a assinatura do Termo. - O dr. Helton tem se mostrado muito compreensível e agido com sensibilidade de forma a encontrar soluções benéficas para ambos os lados. Expomos nossas dificuldades e ele compreendeu nossos problemas. Não pedimos privilégios e nem benesses da lei, mas apenas uma maneira para que pudéssemos cumprir O presidente do Sindesp-RJ, Frederico Camara, com o superintendente regional do Trabalho e Emprego do Rio, Helton Yomura: Expectativa é que o acordo tenha grande adesão das empresas as exigências dentro da atual realidade que vivemos. Helton Yomura, por sua vez, reafirmou seu compromisso de buscar soluções sempre através do diálogo, mas ressaltou que a fiscalização será rigorosa. - Temos que ter sensibilidade para entender os problemas que as empresas estão enfrentando diante da grave crise econômica que está afetando a todos. Por isso, parcerias no sentido de garantir a saúde financeira das empresas e o mercado de trabalho são sempre importantes. Mas quero deixar claro que a meta da Superintendência Regional do Trabalho é fiscalizar 100% das empresas neste ano para garantir que estejam cumprindo as leis trabalhistas. O programa Jovem Aprendiz é de grande relevância social, pois dá oportunidade aos jovens para se iniciarem no mercado de trabalho e afasta eles de caminhos errados. ACORDO INÉDITO O auditor fiscal do Trabalho e coordenador do projeto Inserção de Aprendizes no mercado de trabalho do Rio, Ramon Faria Santos, destacou a importância do acordo: - A assinatura do Termo de Compromisso abre uma possibilidade real das empresas de vigilância do Estado do Rio se regularizarem quanto à cota de jovem aprendiz e de uma forma bem mais facilitada, já que o prazo para cumprimento integral da cota mínima será de dois anos de forma escalonada. Esse acordo é inédito no Brasil e nossa expectativa é que tenhamos um grande volume de adesão das empresas. REVISTA SEGURANÇA PRIVADA 7