Revista PrisMagazine Número 003 Ano I - novembro 2015 - Page 12

12 Mesmo com a aquisição do OCAD 6.0, a maioria dos orien stas não nham conhecimento da aplicação deste so ware ou mesmo não nha um computador para tal. Assim ainda con nuavam desenhando os mapas manualmente, porém de forma mais sofis cada, com a u lização de “penas de nanquim”, como pode ser observado no mapa abaixo, u lizado na 2ª etapa do V CiPO/1998. Pode ser observado também que os percursos são traçados também de forma manual, pois o Ambiente de Percurso no OCAD somente foi disponibilizado a par r da versão 8.0, alguns anos mais tarde. Com a fundação da Confederação Brasileira de Orientação (CBO) em 1999, o esporte passou por uma rápida evolução de maneira geral e, consequentemente os mapas veram uma melhoria técnica muito significa va, como pode ser observado o mapa abaixo, u lizado na 1ª etapa do I Campeonato Brasileiro de Orientação (CamBOr), primeiro evento oficial da CBO. Após a fundação da CBO em 1999, consequentemente surgiram as Regras, os Regulamentos, os Cursos, o Quadro de Árbitros, o Quadro de Mapeadores e o Quadro de Técnicos, e a par r destes, iniciou-se um processo evolu vo do Esporte Orientação em todo o Brasil, começando pelo sul do país e estendendo-se para todas as regiões do país em menos de uma década. A par r de 2000, já com a CBO ins tucionalizada, vieram os cursos de formação de mapeadores que, aliados à u lização do OCAD para o desenho dos mapas e com o surgimento das impressoras jato de nta coloridas (que eram o top da época) e posteriormente as impressoras laser, os mapas sofreram uma grande melhoria tanto nos trabalhos de campo com a u lização de novas tecnologias como GPS e Google Earth, proporcionando a produção de mapas georreferenciados e u lização de imagens de satélite como mapa base, facilitando a inclusão de detalhes, bem como a qualidade da impressão impressão em off-set e separação de cores. A par r de então, a evolução foi sendo aperfeiçoada constantemente, até chegarmos ao padrão dos mapas atuais. TEXTO E IMAGENS CARLOS ALBERTO XAVIER – CBO nº 10 Diretor Técnico da Federação Paranaense de Orientação (FPO Presidente do Conselho de Árbitros da CBO