Revista Crea-SP | nº 11 - Page 22

FINANÇAS Ou seja: agora que já consideramos que o importante em nossa vida é o que vale a pena, que tal colocar as mãos na massa? Vamos SEU MELHOR PROJETO PARA 2019: tornar o nosso obje vo tangível. Isso ajudará nosso cérebro a entender nosso projeto de vida. Então caneta e papel nas mãos: VOCÊ 2018 está chegando ao fi m. Percebem como o tempo voa? Mais um ano... Este é o momento exato de refl e r: Como foi? Quais foram meus acertos e meus erros? Onde e como é possível melhorar? Quanto do plano da minha vida foi realizado? Chega de culpas! Na Internet fazemos piada de tudo, mas na verdade somos ví mas do nosso próprio privilégio, pois, ao mesmo tempo em que temos infi nitos meios de ver e aprender coisas novas, temos também infi nitos meios de descobrir que não estamos à altura das expecta vas, que não somos bons o sufi ciente, afi nal todos os que estão nas redes sociais parecem mais felizes... E isso nos corrói por dentro. É tão paradoxal que chega a nos deixar insanos... Então refl ito com o fi lósofo inglês Alan Wa s e no que ele denominou de Lei do Reverso ou lei do esforço inver do: desejar sen mentos posi vos é um sen mento nega vo e aceitar sen mentos nega vos é um sen mento posi vo. Quanto mais nos desesperamos para ser ricos mais pobres nos sen mos, independente do dinheiro que façamos. Engraçado, não? Esquecemos muitas vezes que o mais importante de uma viagem não é a chegada e sim o caminho. Já percebeu que, às vezes, quando paramos de nos importar tanto, tudo começa a entrar nos eixos? Os nossos erros permitem que consigamos compreender melhor o que é preciso para ser feliz. 22 | R E V I S T A CREA-SP SPECIFIC: Lidar de peito aberto com as inseguranças nos torna mais confi antes e enfrentar nossos medos é o que nos faz crescer. Então, meus queridos, é a hora de se desconectar dos outros e se preocupar consigo. Pensar nas coisas simples da vida. Com a maturidade, aprendemos que certas coisas não valem a pena e precisamos aprender a ligar o botão do “I don’t care”. Assim como o importante é o caminho, essa postura faz toda a diferença... Começamos a encarar os desafi os mais assustadores e di ceis da vida agindo: “I don’t care”. Precisamos aprender a direcionar e a priorizar os pensamentos de maneira efe va, escolhendo o que é importante e o que é poeira com base em nossos valores pessoais. Neste fi nal de ano ligue o botão, não no sen do de descaso, mas no sen do de se importar com o que realmente faz diferença. Além disso, u lizo uma ferramenta muito interessante desenvolvida pelo pai da administração moderna Peter Drucker para validar meus obje vos e me auxiliar no planejamento de vida de maneira efi ciente chamada SMART (Specifi c, Measurable, A ainable, Relevant e Time Based). O obje vo deve ser específi co e facilmente entendido. Por exemplo: quero ser saudável. Você consegue entender exatamente o que deseja? Não, óbvio! (risos). O que é ser saudável? Fazer caminhada todos os dias? Comer de três em três horas? Então é preciso especifi car. Deixar claro para a nossa mente. MEASURABLE: Tem que ser mensurável, do contrário como saberá se aquele obje vo foi alcançado ou não? Por exemplo: se o obje vo for perder peso, quantos quilos exatamente? Se for fazer mais dinheiro: quanto? ATTAINABLE: Precisa ser a ngível, ou seja, mesmo sendo ousado, deve estar dentro de uma realidade adequada a você. RELEVANT: A meta deve ser relevante, ou seja, o seu esforço será recompensado quando alcançá-la. TIME BASED: O obje vo precisa ter um prazo para ser alcançado, sem isso qualquer época é época e isso poderá ser largado para trás. ENTÃO REFLITO COM O FILÓSOFO INGLÊS ALAN WATTS E NO QUE ELE DENOMINOU DE LEI DO REVERSO OU LEI DO ESFORÇO INVERTIDO: DESEJAR SENTIMENTOS POSITIVOS É UM SENTIMENTO NEGATIVO E ACEITAR SENTIMENTOS NEGATIVOS É UM SENTIMENTO POSITIVO. O que é preciso agora? Interiorizar... Você precisa se dar um tempo. Eu costumo acordar mais cedo e é libertador. Empoderador. Acordo antes de todos simplesmente para estar comigo. Durante alguns minutos agradeço por tudo o que consegui até agora, agradeço pela minha família, meus fi lhos, meus trabalhos. Em seguida faço minhas declarações. Nosso cérebro precisa ser treinado todos os dias. Ao dormir envio comandos e, ao acordar, o mesmo se repete. Quem me conhece sabe que chego a ser irritante, pois acordo feliz. E isso é todo dia? Sim, mas não é fácil. É determinação. Depois das declarações, envio endorfi na... 10 minutos de a vidade sica. Agora que já sabem o segredo, repitam para si mesmos: EU POSSO! “I DON’T CARE”. Dediquem esse tempo para planejar a coisa mais importante em sua vida: você! ◘ Colaboração: Janaína Macedo Calvo (Unidade de Contabilidade) R E V I S T A CREA-SP | 23