Revista 41 Revista41_final _alta - Page 15

ESPORTE FUTSAL FOME DE BOLA! Para ser um bom jogador de Futsal é preciso aprimorar as técnicas, dia- riamente. Sem se esquecer da combinação talento natural e o trabalho duro. A receita para o sucesso é simples! Estudar. Treinar. E, treinar. Observando esses ingredientes para o sucesso, os pais do ala Negueba, 15 anos, um dos destaques do Futsal Sub-17 do Olympico, investiram na formação do garoto. Aos 10 anos, ele foi matriculado na Escola de Esportes de Futsal do Tricolor da Serra, pois o campinho de terra do bairro onde moram já não era suficiente para tanto talento. A habilidade de Negueba com a bola nos pés chamou a atenção do técnico Bebeto, responsável pela equipe Sub-13 de Futsal. Com quase 3 anos de Olympico, ele foi convidado a se juntar à equipe de base do Clube. Para crescer no Esporte, nosso talento não conta somente com a habi- lidade. O apoio dos pais tem sido um combustível essencial para seu crescimento: “Meus pais me dão o maior apoio e sempre posso contar com eles a cada decisão da minha vida”. Ao receber esse apoio em casa, os jovens atletas tendem a apresentar maior autoconfiança e desenvolvimento emocional mais saudável, como esclarece a psicóloga esportiva Talita Rocha: “A família pode ajudar de diversas maneiras, como auxiliar na organização de dietas e nas rotinas específicas que o Esporte demanda, e fornecer ou buscar recursos fi- nanceiros que possibilitem a permanência do atleta em sua modalidade. No entanto, do ponto de vista emocional, a família pode ser uma grande incentivadora do atleta. Os familiares valorizam o esforço, incentivam a autonomia e reconhecem os pontos positivos dos jovens, demonstrando apoio incondicional”. Negueba tem traçado novas metas. Atualmente, concilia os estudos com treinos na quadra do Olympico e no campo em outro clube da Capital. “Desejo me tornar profissional e poder jogar na Europa”. Todo seu esforço já tem inspirado outros jovens. A partir de 2019, seu irmão jogará pelas categorias de base do Olympico e agradece por tudo que o Clube tem proporcionado: “O Clube é para mim uma família, porque sempre me apoiou quando eu precisava e me deu todas as condições de ser um atleta de alto rendimento”. Se seu filho gosta de alguma modalidade esportiva, matricule-o na Escola de Esportes do Olympico. Ele, assim como Negueba, pode se revelar um talento. Informações pelo telefone: (31) 3073-9111. Revista do Olympico Club 15