Retrato da Segurança Viária 2018 Retrato da Segurança Viária 2018 - Page 46

PANORAMA BRASIL Retrato dos feridos Enquanto os óbitos nas ruas e estradas brasileiras diminuíram desde 2012, quando registraram um pico de 45.689, o número de feridos está em forte curva ascendente desde 2008. Em valores absolutos, cres- ceu 104,7% nesse período, e, em 2016, atingiu a marca de 208.615 feridos. A proporção dos feridos no universo de todas as vítimas de acidentes aumentou de 77% para 85%, en- quanto a de óbitos caiu de 23% para 15% entre 2005 e 2016 (figura 8). No acumulado dessa série históri- ca, mais de 1,9 milhão de pessoas ficaram feridas em acidentes de trânsito no país, um número que excede em meio milhão a população de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. O índice de feridos ultrapassou pela primeira vez a marca dos 100 por 100 mil habitantes. Em muitos casos, as vítimas são obrigadas a con- viver durante anos, se não para o resto da vida, com as sequelas dos acidentes. Uma explicação para esse fenômeno de aumento no número e na proporção de feridos é a de que, quando ocorrem, os acidentes es- tão menos fatais, seja porque os veículos estão mais seguros, seja pelas melhorias na infraestrutura e pelo controle de velocidade nas vias. . Figura 8 - Proporção de óbitos e feridos no total de vítimas em acidentes de trânsito no Brasil 2005 23% de óbitos 2016 77% de feridos TOTAL 157.697 46 RETRATO DA SEGURANÇA VIÁRIA | 2018 15% de óbitos 85% de feridos TOTAL 246.636 Fonte: Datasus, 2005-2016