Retrato da Segurança Viária 2018 Retrato da Segurança Viária 2018 - Page 44

PANORAMA BRASIL Retrato de óbitos por tipo de usuário 6.158 pedestres morreram no Brasil em 2016 Em 2016, confirmando uma tendência já constatada em anos anteriores, cresceu a proporção de motociclis- tas mortos no trânsito no Brasil. Tais óbitos, que em 2015 correspondiam a 39% do total, agora representam 41%. Dez anos antes, sua participação no total era de 23%, atrás dos de pedestres, com 39%, e dos de motoristas e 44 RETRATO DA SEGURANÇA VIÁRIA | 2018 passageiros de carros, com 29%. Em números absolutos, 12.086 motociclistas morre- ram em 2016, um aumento de 101,6% em relação a 2005 (no mesmo período, a frota de motos teve um salto de 210%). A vida de apenas 41 foi poupada em comparação com 2015. Os motociclistas lideram as estatísticas de óbitos em todas as regiões do país, com exceção de Sul e Sudeste, onde eles ficam atrás de usuários de automó- veis. Essas duas regiões do país também são as únicas em que a proporção de acidentes fatais com motos não cresceu em comparação com 2015. No dado geral brasileiro, o aumento da participação das motos representou, por sua vez, uma redução nas estatísticas de mortes de pedestres, de 23% para 21%. Em comparação com 2005, a proporção de óbitos de pedestres caiu em todas as regiões do país. Os dados referentes aos ocupantes de automóveis, nos índices relativos à população, pioraram em todas as regiões, com exceção do Nordeste. Isso, aliado ao au- mento da proporção de motociclistas mortos, permite concluir que, se houve avanços na redução da violência de trânsito no Brasil nos últimos anos, os pedestres fo- ram os maiores beneficiados. Mas ainda há muito a fa- zer na defesa dessas que são as vítimas mais vulnerá- veis nas vias brasileiras. Nada menos que 6.158 pessoas morreram atropeladas em 2016. .