Retrato da Segurança Viária 2018 Retrato da Segurança Viária 2018 - Page 29

Figura 6 - Metas e resultados na redução de vítimas em São Paulo em número de óbitos 6.972 7.115 7.259 7.312 7.364 6.843 7.434 7.505 6.066 5.727 7.571 7.638 7.699 7.761 2018 2019 2020 Início do Movimento Paulista 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 Meta: reduzir em 50% a projeção de mortes por acidentes de trânsito até 2020 Projeção (se nada fosse feito) Redução real obtida preciso das características das ocorrências, planejar e, consequentemente, estabelecer políticas públicas de prevenção mais eficazes. Outra facilidade do programa foi a criação do In- fomapa SP. Por meio dele, é possível obter a posição geográfica da ocorrência das fatalidades no estado e, assim, estabelecer a localização exata dos acidentes com automóveis, motocicletas, pedestres, ônibus, ca- minhões, bicicletas e outros em que houve mortes. O governo do estado de São Paulo intensificou esforços em cinco pilares de atuação: gestão da segurança viá- ria, investimento em vias, veículos mais seguros, usuá- rios mais conscientes e resposta pós-acidente. Um dos principais desafios do Movimento Paulis- ta são as ações preventivas nas cidades, já que me- tade dos acidentes fatais ocorre em vias de jurisdição municipal. Por meio do Detran, o programa promove convênios que beneficiam 224 municípios, alcançan- do 91% da população do estado. Os convênios pre- veem a transferência de R$ 180 milhões, recurso proveniente de multas de trânsito, para projetos de engenharia, fiscalização e educação para o trânsito. Mais de 8,2 mil intervenções estão em andamento e incluem desde a implantação de lombofaixas e melho- rias na sinalização até a promoção de campanhas para a conscientização da população. Nas estradas, o Movimento Paulista atua em par- ceria com gestores de rodovias e com o policiamento rodoviário. Com base no Infosiga SP, foram mapeados pontos críticos para a promoção de ações de mitigação de risco. Mais de 500 profissionais foram capacitados para a utilização do sistema. Um exemplo foi a parceria com o Departamento de Estradas de Rodagem (DER): 24 trechos identificados pela autarquia receberam 93 projetos de melhorias que resultaram em uma redução de 23% no número de fatalidades. Já em vias conces- sionadas, os novos contratos passaram a incluir inicia- tivas com foco na diminuição de acidentes, entre elas a obrigatoriedade de designar um engenheiro exclusivo para tratar de segurança viária e a implantação de ci- clovias e iluminação. Nos dois primeiros anos do programa, São Paulo reduziu o número de óbitos no trânsito em 16,3% RETRATO DA SEGURANÇA VIÁRIA | 2018 29