PODERES EM REVISTA 4ª edição - Page 74

destaque i ciclismo pelos empresários e pela população. Se uma empresa de 50 funcionários disponibilizasse uma bicicleta para cada um, ao custo de 200 reais, investiria inicialmente 10 mil reais. Já pagando o vale-transporte aos mesmos funcionários, o gasto anual é de R$ 64,8 mil – ou seja, com a inclusão das bicicletas, a economia chega a ser de R$ 54,8 mil anuais. Isso se a bicicleta durar apenas um ano. Acompanhando os preparativos dos Jogos Olímpicos de Londres, pude presenciar que a bicicleta é a paixão dos ingleses, devido às es74 I Poderes em Revista truturas que a cidade oferece. Tanto que a pedra preciosa das construções para as Olimpíadas é o velódromo. Com custo de 250 milhões de reais, é a estrutura mais sustentável dos jogos, pois o sistema de ventilação é tão eficiente que não precisa de ar-condicionado. O ciclismo é o esporte mais praticado em Londres, e está cotado como o que mais trará resultados positivos aos londrinos no quadro de medalhas. Trabalhando com as normas de certificado de sustentabilidade internacional, certamente os estádios que abrigarão a Copa de 2014 terão espaço destinado para as bicicletas. A Copa realizada no Brasil deve ser a primeira projetada com total sustentabilidade. Como já dito, a infraestrutura nas cidades brasileiras não acompanha a evolução da tecologia nos transportes. Há modelos de bicicleta que chegam a custar o valor de um carro popular, e muitos ciclistas estão na fila para adquiri-las – o mercado é promissor. Os modelos são inteligentes, pois se adaptam ao terreno. Só faltam, literalmente, o chão e a es-