PODERES EM REVISTA 4ª edição - Page 107

Fotos: iStockphoto E m Portugal, a região do Douro é considerada o berço da produção do vinho do Porto. Foi esse lugar, onde a mão do homem trabalhou arduamente para arrimar as videiras e erguer uma obra colossal, que o desembargador do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, João Batista Rodrigues Rebouças, escolheu como refúgio durante quatro dias, dos oito em que esteve no país, no final de abril. “Viajamos com outros amigos e, sem dúvida, foi um dos locais mais bonitos em que já estive. É uma região muito peculiar no mundo”, define Rebouças. O Douro é a primeira área demarcada do mundo. A iniciativa, no século XVIII, foi do secretário de Estado de Portugal, Sebastião José de Carvalho e Melo, mais conhecido como Marquês de Pombal. O objetivo era manter a qualidade dos vinhos, garantindo, se possível para a eternidade, que a marca daquela legítima bebida lusitana fosse referência de qualidade em qualquer lugar do planeta. E o Marquês estava certo. Situado no Nordeste de Portugal, o Douro se estende pelo vale do rio – que leva o mesmo nome – e seus afluentes, abrangendo os distritos de Vila Real, Bragança, Viseu e Guarda. A paisagem é formada por vales íngremes e cachoeiras estreitas e selvagens. Especial. “Além disso, é agradável para caminhar. E não há melhor programa do que comer em um restaurante com vista para o rio apreciando um – entre centenas – dos bons vinhos que existem lá”, continua o desembargador, Poderes em Revista I 107