PODERES EM REVISTA 4ª edição - Page 104

leia direito revelações perigosas Romance policial Segredos de Sangue marca a estreia do juiz Aylton Vasconcellos na literatura por João Avelino A história é instigante: Carlos, detetive particular, inicia a investigação, por sua conta e risco, da morte de um religioso. Michel era um frade franciscano, diretor de um orfanato no qual o próprio detetive passou parte da infância. O crime, um mistério. Lançado há dois meses, o livro Segredos de Sangue, do juiz Aylton Cardoso Vasconcellos, do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, tam- bém reúne temas como corrupção, tráfico e consumo de drogas, e celibato. Na história, que se passa no Estado do Rio de Janeiro e na França, verdades vão surgindo, e as revelações acabam envolvendo o protagonista junto com sua família, dando origem ao nome da obra. O magistrado, titular da Vara Única de Arraial do Cabo, na Região dos Lagos, é fã da literatura policial. Na galeria dos preferidos, Arthur Conan Doyle, criador de Sherlock Holmes. Mas Vasconcellos também passeia por outros gêneros e cita, ainda, os escritores Dostoiévski, Miguel de Cervantes e Alexandre Dumas. “A literatura o leva a conhecer melhor o ser humano. Quando você lê ficção e tem acesso à psicologia dos personagens, você consegue algo muito difícil de obter em um texto técnico ou científico, que é colocar-se no lugar daquela pessoa, acessar os pensamentos e sentimentos dela”, afirmou o juiz em entrevista ao site da Associação dos Magistrados do Estado do Rio de Janeiro (Amaerj). O juiz respondia a uma citação do ministro do Superior Tribunal de Justiça, Luis Salomão, que considera a literatura uma boa ferramenta para ajudar a julgar melhor. “A leitura vai somar à sua experiência própria a de várias outras pessoas. Você fica muito mais humano, consegue literatura além do direito Obra mostra superação de procurador da República A terceira edição, revista e ampliada, do livro De faxineiro a procurador da República – uma história real de incrível superação, acaba de chegar ao mercado. A obra traz as principais estratégias de preparação para provas e concursos, além de técnicas para desenvolver a inteligência emocional. Os relatos são do procurador da República, o paraense Manoel Pastana, que compartilha com o leitor métodos de estudo que o levaram à aprovação no concorrido concurso público. Atualmente, Pastana exerce suas funções em Porto Alegre, na Procuradoria Regional da República da 4.ª Região, que reúne os estados do Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina. 104 I Poderes em Revista Livro reúne poesias de magistrado fluminense Com evento no foyer do TJDFT, o juiz aposentado José Eustáquio Cardoso lançou o livro de poesia Cantiga Antiga. É a terceira obra do magistrado, que já publicou o infantil O rei do quintal, ganhador de um prêmio, em 1991, e Pétalas na estrada, editado em 2006. Em breve, novo trabalho estará nas ruas: À procura de Hayley Mills, que dedicará à esposa Magalih Cardoso. O livro pode ser adquirido pelo site www.nitpress.com.br.