Pathos: revista brasileira de práticas públicas e psicopatologia 8º Volume - Page 46

PATHOS / V. 08, n.01, 2019 45

Σ

Saúde

Encontro

Equidade

Disponibilidade

Proteção

Cultura de paz

Luta

coletivo

Justiça

Empatia

RESUMO

O objetivo deste trabalho é discutir as possibilidades de um conhecimento com autoria na Universidade. Tem-se como por referência a ideia de horizontalidade do saber como orientação para a emancipação do sujeito. Essa investigação sustenta-se na análise apurada de conceitos dos autores com foco no questionamento, na desconstrução e na teorização em um exercício de crítica autocrítica capaz de desfazer muitos “mitos” educacionais que envolve o sistema de ensino e a sua condição de funcionamento atual. Nesse cenário, considera-se a educação em sentido amplo, uma vez que algumas práticas educacionais são vinculadas aos conhecimentos da comunidade local, de modo imediato, e não somente ao que é aprendido nos bancos universitários passíveis de demandas específicas com forte vinculação com o atendimento da lógica do capital. A investigação aponta que os objetivos (re)velados da educação nas Universidades são aqueles que porventura auxiliam mais à adequação em conformidade com a colônia, por meio do conhecimento científico, do que se preocupa, verdadeiramente, com a emancipação dos sujeitos por intermédio dos saberes. Sinaliza-se também que uma possibilidade de autoria do conhecimento seria pensar a Universidade por meio do diálogo dos saberes na perspectiva decolonial.

Palavras-chave:Perspectiva decolonial; diálogo dos saberes; autoria do conhecimento; universidade

Abstract

The objective of this work is to discuss the possibilities of a knowledge with authorship in the University. The idea of the horizontality of knowledge as orientation for the emancipation of the subject has as a reference. This research is based on the accurate analysis of the authors' concepts with a focus on questioning, deconstruction and theorization in an exercise in self-critical criticism capable of undoing many educational "myths" that involve the teaching system and its current working condition. In this scenario, education is considered in a broad sense, since some educational practices are linked to the knowledge of the local community, immediately, and not only to what is learned in university banks subject to specific demands with a strong connection with care of the logic of capital. The research points out that the (re) veiled objectives of education in the universities are those that perhaps help more adequately in accordance with the colony, through scientific knowledge, than is truly concerned with the emancipation of the subjects through the knowledge . It is also signaled that a possibility of authorship of knowledge would be to think of the University through the dialogue of knowledge in a decolonial perspective.

Keywords: ADecolonial perspective; dialogue of knowledge; authorship of knowledge; university