Pathos: revista brasileira de práticas públicas e psicopatologia 8º Volume - Page 18

Passados dois anos de sua existência, constitui-se como espaço de resistência e divulgação de notícias e atividades públicas e gratuitas que permeiam a humana tarefa de resistir contra abusos de poder. É uma plataforma crítica, que marca oposição ao que é estabelecido como empuxo à homogeneização, isto é, às tentativas de pasteurização de diferentes formas de vida. Psicanalistas são pela democracia, pois se orientam pelo princípio da fala, sempre plural e aberta à alteridade.

É para não sermos forçados a ter de jogar a toalha. Afinal, o discurso neo-nazifascista silencia e mata. É para não termos de padecer diante do fato de que a ascensão desse discurso no país constitui a prova de que perdemos. Perdemos, entenda-se, enquanto humanidade, já que as urnas sinalizaram que se elegeu um bode expiatório poderoso e que foi capaz de oferecer um atestado da barbárie. Tal como a imagem de uma urna que encaixota, sem saber, a própria morte. O fetiche-fóbico bode expiatório, sabemos, encontra-se como aquilo que vai à contramão do que representa o progresso, o de uma sociedade plural. O antipetismo venceu as expensas do discurso de ódio e com a falsa promessa de que esse mesmo eleitor será beneficiado pelos ventos do mercado. Engana-se. Como no mito de Oroboro, não sabe que está prestes a suicidar-se ao começar por comer a própria calda.

Mais-além daquilo que se pode tratar em uma análise, isto é, a série de recusas projetadas como “estranhas” ao próprio narcisismo, trata-se de apontar para algo que nos é fundamentalmente comum. Este comum é a fala. A fala de cada um oportunizada pela democracia. Afinal, aquilo é do povo (demos) e que nos é comum, é também o que permite haver “cura pela palavra”. E é contra o silenciamento por essa onda neo-nazifascista que assola o país, que psicanalistas se posicionam contrariamente à ameaça de nossa incipiente democracia.

PATHOS / V. 08, n.01, 2019 17

Σ

Saúde

Encontro

Equidade

Disponibilidade

Proteção

Cultura de paz

Luta

coletivo

Justiça

Empatia