Pathos: revista brasileira de práticas públicas e psicopatologia 5º Volume - Page 70

Σ

PATHOS / V. 05, n.03, 2017 69

Quando questionados quanto á orientação sexual, as respostas referem-se ao seguinte panorama:

Com relação ao estado civil, 89% dos questionados declarou-se solteiro, 7% casado ou em uma união estável, 2% divorciado e 2% assinalaram a resposta ‘outros’. Dentre as 12 pessoas que afirmaram estar casadas ou em uma união estável, notamos que 9 ainda utilizam os aplicativos de relacionamento, mas alegaram que não pretendem mais utilizar a ferramenta e o motivo pelo qual ainda utilizam esse recurso é para fazer novas amizades, desenvolver um relacionamento casual ou relacionamentos unicamente sexuais.

Notamos que 42% das mulheres declararam usar os aplicativos de relacionamento para fazer novas amizades, enquanto apenas 19% dos homens compartilharam a mesma opinião. Ao contrário da maioria das mulheres, para 33% dos homens a utilização dos aplicativos serve para todos os fins, tais como: conhecer pessoas para novas amizades, iniciar relacionamentos casuais e eventuais ou para relacionamentos unicamente sexuais e até mesmo para iniciar um relacionamento sério. Somente 16% das mulheres compartilham da mesma opinião. O que nos leva a pensar que os homens percebem a utilização de forma mais ampla e diversificada, enquanto as mulheres possuem suas restrições individuais, conforme abordaremos adiante.

Ao investigarmos a ideia dos componentes da pesquisa quantitativa com relação ao objetivo dos demais usuários dos aplicativos, percebemos que para 79% dos participantes, as pessoas que utilizam estes aplicativos estão à procura de um relacionamento casual e eventual ou apenas para sexo. Tal percepção vai ao encontro com a maior parte dos entrevistados na pesquisa qualitativa, onde 3 dos 4 participantes acreditam que seja difícil conquistar um relacionamento sério através do mundo virtual. Ambos concordam que a maioria está lá para conhecer pessoas, sair, ter relações sexuais, ou por simples curiosidade, mas que são raros os casos que dão certo.