O queijo de coalho em Pernambuco: histórias e memórias - Page 102

100 O QUEIJO DE COALHO EM PERNAMBUCO: HISTÓRIAS E MEMÓRIAS Nome: Henrique Jorge da Silva (Senhor Zuza)92 Cícero José da Silva (irmão do Senhor Zuza) Buíque – PE Foto: Sonia Carvalho Sr Zuza: conta que uma parenta (tia) fabricava queijo de coalho, todo dia fazia um pouco e ia juntando, para vender a uma pessoa que passava em sua residência toda semana e levava para feira para revender. Ela usava como embalagem uns panos de saco muito limpos e alvos e costurava nas bordas. O queijo era prensado com duas pedras grandes e chatas. Sr. Cícero conta que tinha um irmão menor e que a sua mãe ralava o queijo de coalho e misturava no leite da mamadeira (usando como engrossante) para alimentá-lo. Nome: Jair Moura Fernandes de Carvalho93 Pedra-PE Idade: 76 anos Foto: Sonia Carvalho Aprendeu a fazer queijo de coalho com a mãe, quando muito pequena e usava como fôrma uma caixa de fósforo.