Master of Simplicity Magazine #3 Maio 2017 - Page 9

A nossa vida passa por diferentes fases que requerem mais ou menos atenção em cada área e, deste modo, é indispensável não perder de vista o cuidado em cada uma delas. Ser mãe é o maior desafio pelo qual já passei. É mais do que um dado adquirido que eu preciso estar bem para poder cuidar da minha bebé. Eu preciso amar-me para poder receber o amor infinito dela.

Hoje em dia encontramos nas redes sociais todas as citações e inspirações necessárias para equilibrarmos a nossa vida. Perdemos, por vezes, uns segundos partilhando. E pronto. De que modo está passando essas palavras ou imagens para a prática?

Vamos primeiro identificar qual a área da sua vida que está abaixo da linha, pesando negativamente e sugando a sua energia. Na página ao lado encontra a Roda da Vida, uma ferramenta utilizada para estimular a análise da sua vida em quatro áreas: pessoal, profissional, relacionamentos e qualidade de vida. Cada uma delas é dividida em 3 partes, como demonstra a figura.

Segundo esta técnica, você deve primeiro avaliar cada ponto de 0 a 10 e, depois, verificar quais as áreas com menos pontos. O intuito é entender que áreas estão necessitando de mais intervenção sua de modo a conseguir harmonia na sua vida.

Com frequência conseguimos enxergar de modo diferente (e mais positivo) a mesma situação só porque parámos e analisamos melhor o momento. Ou reparamos que a nossa auto-cobrança está tão acentuada que está adoecendo outras áreas. Há uns tempos li que é preciso ver lições onde estamos colocando barreiras!

Tal como pregam as artes marciais, paz, equilíbrio e auto-domínio, para além de constituírem uma arte, são também sementes de bem estar. Pratique o domínio da sua mente. Envolva-se na sua própria vida. Páre de pensar na vida dos outros. Páre de se comparar. Cada um vive circuns-tâncias diferentes. Aproveite as suas

oportunidades. Dê tempo ao tempo aproveitando cada segundo! Nem sempre conseguimos achar resposta para diversos factos da nossa vida, mas eles trazem respostas e tornam-nos na pessoa que somos hoje! Procure o seu equilíbrio. Sorria!

Como é bom estar de bem com nós mesmos! Fechar os olhos e sentir liberdade, deitar a cabeça no travesseiro de consciência tranquila, saber que se fez o possível por quem está à nossa volta.

pela diretora,

Fátima Teixeira

"paz, equilíbrio e auto-domínio (...)são também sementes de bem estar