Master of Simplicity Magazine #3 Maio/Junho 2017 - Page 30

Pergunta de Carla Guerreiro:

C.G.: Hoje em dia virou moda falar-se e mostrar-se que se é minimalista (política, ecológica, espiritual, nas organizações, amizades e até na família). Na sua opinião, qual o aspecto fundamental que podemos explorar e aprofundar para, numa perspectiva de auto conhecimento, podermos ser "verdadeiros minimalistas" sem exclusão de toda a vertente tecnológica a que hoje temos acesso?

F.J.: O minimalismo ajuda-nos a abrir espaço para o que mais importa. O processo de desapego faz-nos interrogar todos os tipos de questões sobre o que é realmente importante para nós, e é um caminho maravilhoso para o auto-conhecimento mais profundo. Eu sinto que a tecnologia tem sido instrumental na minha viagem minimalista; Ele me permitiu minimizar minhas posses físicas, bem como espalhar a palavra sobre as alegrias de viver com menos.

Pergunta de Isabel Rocha:

I.R.: Eu leio imensos livros sobre minimalismo mas quando quero iniciar o processo não sei por onde começar e fico desmotivada. Qual o seu conselho?

F.J.: Comece por fazer duas coisas: compre nada mais do que o essencial e destralhe o excesso. Quando se trata de destralhar, comece com as coisas fáceis - aquilo que não gosta ou não usa, repetido ou sem valor sentimental. Encontrará muitos candidatos para a "caixa da sucata", entre os seus materiais de escritório e os seus armários da cozinha. Ver como é bom limpar o excesso, vai inspirá-la (e dar-lhe confiança) para enfrentar itens mais desafiantes.

Pergunta de Carla Ramos:

C.R.: Qual é a melhor maneira de organizar a "sala de artesanato" quando fazemos todos os tipos de projetos?

F.J.: Armazene itens semelhantes em "módulos". A ideia é dedicar um único recipiente a um hobby, tarefa ou categoria - como, por exemplo, scrapbooking (livro de recortes) ou tricô - e limitar o conteúdo ao que couber. Por outras palavras, quando um determinado recipiente estiver cheio, você terá que usar (ou descartar) algumas das suas coisas antes de comprar mais. É uma ótima maneira de manter o artesanato organizado e sob controle.

Pergunta de Bianca Freixo:

B.F.: Como desapegar da minha vida e das minhas prioridades atuais para entrar na vida minimalista?

F.J.: Lentamente elimine o não-essencial da sua vida. Por exemplo, desapegue de itens não utilizados e de compromissos que não lhe trazem satisfação, um por um. (Quanto mais faz isso, mais fácil fica!). A melhor parte: irá ganhar mais tempo e espaço para o que realmente é importante para si.

Simplicidade é...

... ter apenas "o suficiente".

O post mais popular no meu blog é...

... "Declutter Your Fantasy Self.” (Destralhe a sua auto fantasia)

Minha inspiração são...

... os meus leitores. Adoro ouvir sobre as suas jornadas minimalistas.

Eu adoraria...

... ajudar as pessoas a encontrar alegria e serenidade em suas vidas.