ISCEE Magazine - Page 5

Cursos de Estudos Superiores Profissionalizantes CESP em Gestão de Agências de Viagens e Turismo O plano de estudo do Curso de Estudos Superiores Profissionalizantes em Gestão de Agência de Viagens e Turismo, ministrado no ISCEE foi concebido de modo a proporcionar uma formação transversal e multidisciplinar, com enfoque ao nível da gestão das agências de viagens, e tem por objectivo preparar uma oferta de técnicos com competências científicas, técnicas e de relacionamento pessoal e com os stakeholders, capazes de desempenhar funções ao nível da assessoria, da gestão e marketing das empresas, do empreendedorismo, da utilização das ferramentas de apoio à actividade (emissão electrónica de bilhetes, marcações online de viagens, contacto entre operadores, negociações, organização de pacotes turísticos). CESP em Gestão da Animação Turística O técnico de animação turística é o profissional que, de forma autónoma ou sob orientação, tem capacidade para planear e executar programas de animação adequados ao entretenimento e lazer de turistas. As principais competências a adquirir pelos formandos são as seguintes: iIdentificar e/ou participar na identificação das actividades de animação em função da concorrência, dos segmentos de mercado, da época do ano e dos recursos disponíveis; planear as actividades de animação em função da especificidade e das necessidades de cada segmento de mercado, nomeadamente a idade, o nível socioeconómico e cultural e a nacionalidade; programar as actividades de rotina e os eventos especiais em função dos recursos disponíveis; organizar as actividades de animação, elaborando mapas de actividades e estruturando a equipa de animadores; orientar e coordenar as actividades de animação; divulgar as iniciativas e actividades de animação a nível interno e externo. CESP em EcoTurismo O Ecoturismo é uma realidade emergente em desenvolvimento e com uma margem de progressão promissora no domínio da atividade turística mundial. Cada vez mais, o Turista, esclarecido e informado, assume um perfil alocêntrico, valorizando a aventura, a descoberta, associando padrões de consumo exigentes e dispendiosos. Cabo Verde pelas suas especificidades e em função do seu potencial natural poderá assumir-se como um palco privilegiado para atividades turísticas sustentáveis, sendo que, o Ecoturismo, obedecendo a uma lógica de convergência de vantagens mútuas entre as necessidades do Ecoturista e a emancipação das comunidades locais, poderá materializar uma ferramenta de desenvolvimento económico e social. 5