Inominável Nº 3 - Page 12

tempo para esse tipo de design, por isso os conhecimentos que adquiri no curso (que foram muito mais gráficos do que esperava) aplico-os nos posters que faço para os concertos, e os conhecimentos de marketing que também ganhei no curso muito me ajudaram na promoção do meu trabalho. Como duas profissões penso que é difícil, mas depende da vontade de cada um. Pessoalmente, sou apologista de “se é para fazer qualquer coisa a sério, para chegar aos objetivos é preciso 100% dedicação” sem outras distrações”.

M: Já participou em diversos espetáculos e eventos ao vivo, nomeadamente no Festival LIUNA - Downsview Park, Toronto, para a Green Alliance, no Palácio Il Bottaccio Luxury Venue, em Londres, e até no palácio presidencial e da embaixada dos EUA em Portugal. Como foram essas experiências?

R: Foram todas incríveis. No Festival LIUNA havia um público de 30 mil pessoas no primeiro dia, e 40 mil no segundo. Foi indescritível. O espetáculo no Il Bottaccio Luxury Venue para a Green Alliance foi mais calmo, mas o ambiente e o feedback da cliente foram espetaculares, fiquei muito contente. O no Palácio da Presidência da República foi um espetáculo muito importante porque tocámos para políticos dos mais altos cargos a nível mundial, foi muito top secret, mas o feedback dos mesmos foi excelente, bateram imensas palmas e fiquei super orgulhosa da minha excelente equipa de músicos.

M: “Summer Blaze” é o single de apresentação daquele que virá a ser o seu primeiro trabalho a solo. Sobre o que nos fala este tema?

R: Fala sobre o sabor do verão. Sobre a praia, a boa disposição, uma paixão de verão. Gravei hoje mesmo uma versão acústica do “Summer Blaze” da forma como a escrevi (sem a produção que ouviram no mp3 que está disponível na Amazon, Spotify, itunes, youtube etc). Vai ser lançada em conjunto com outros originais no meu EP que estou de momento a gravar em Londres e Portugal.

M: A Ru pretende apostar num álbum mais completo ou, numa primeira fase, apenas num EP?

R: Nesta primeira fase, como o EP é mais para entregar aos contactos que se mostraram interessados na indústria no Reino Unido, para servir de “portfolio” ou “carta de apresentação”, e para não falar nos fundos que fazem falta, vou apostar apenas no EP até conseguir mais apoios para gravar o álbum completo. Fingers crossed.

M: Como caracterizaria o seu primeiro trabalho em termos de estilo musical? Será algo diferente do que tem vindo a mostrar até aqui?

R: É uma mistura de várias fases da minha vida, assuntos que me tocam pessoalmente, experiências pelas quais passei, histórias que tenho vindo a conhecer. Em termos de estilo musical posso dizer que é uma mistura das minhas influências: pop, rock, blues, jazz e soul.

M: Paralelamente a este primeiro trabalho a solo está, neste momento, envolvida em outros projetos?

R: Estou, em vários. Estou a colaborar com um Dj Alemão a escrever originais house, assim como os meus projetos de jazz, blues e rock em Londres e Portugal. Fui convidada para participar noutro projeto de música eletrónica com músicos ingleses em Londres, para além de ter sido convidada para colaborar com vários singer songwriters em Londres. O mal de se gostar de vários estilos musicais é que se a música for boa, tudo é interessante, e se me convidarem para participar em projetos diferentes sou a primeira a dizer que sim. Também tenho um projeto a solo de electro swing com efeitos eletrónicos e pedais e improvisos vocais. Eu meto tudo na minha página: Facebook, no Instagram e Twitter.

M: Já tem alguma data prevista para o lançamento deste primeiro trabalho a solo?

R: Se tudo correr como planeio, provavelmente sairá em Maio o EP, para vir a tempo do verão e festivais no Reino Unido.

M: Onde é que poderemos ouvir a Ru durante ao longo deste ano?

R: Podem ouvir e seguir o meu percurso musical no Facebook, Twitter e/ou Instagram.

M: Muito obrigada!

R: Obrigada eu, Marta, e foi um prazer enorme participar na rubrica Musicalizando. Um grande beijinho para toda a equipa!

Para mais informações e novidades sobre Ru Vasconcellos, aqui ficam os respectivos links:

Facebook e Twitter

por Marta Segão

12