Inominável Nº 2 - Page 7

JF: Todas. São amores diferentes. São formas de fazer artes distintas por isso não consigo mesmo dizer qual delas gosto mais. Na realidade a minha realização total acontece quando consigo que todas se conciliem.

M: Para além de cantora, a Joana é também autora, tendo escrito o tema “Try”. De onde vem a sua inspiração?

JF: Eu sou a autora de todas as letras do meu EP. A minha inspiração vem da minha maneira de ver e estar na vida. Eu acredito que o Ser Humano não foi feito para estar só, mas para vivermos todos juntos, nos ajudarmos uns aos outros, cuidarmos uns dos outros e crescermos uns com os outros. Por isso tento passar uma visão de conjunto e não de individualidade e egocentrismo, o grande mal que assola todas as civilizações.

M: Considera que, hoje em dia, para além de uma boa voz e saber interpretar uma letra, ser autor é também um requisito quase obrigatório para se ser bem-sucedido no mundo da música?

JF: Não o vejo como requisito associado ao sucesso, mas vejo-o como um dos elementos para completar o puzzle do “Artista”. Na realidade a interpretação de algo que foi composto pelo intérprete muda toda a performance.

M: Como define o seu estilo musical?

JF: Defino como estilo Pop querendo puxar ainda mais para o Soul. (risos)

M: Os temas “Try” e “Turn It All Around” são cantados em inglês. Considera que é mais fácil expressar-se nesta língua, ou que será, de alguma forma, mais fácil atingir sucesso além-fronteiras, cantando em inglês?

JF: Ambas. Cantar numa das línguas universais, sem dúvida, que facilita muita coisa, como o passar fronteiras sem se perder a mensagem do tema, mas na realidade, para mim é a forma mais intuitiva de compor.

M: Qual tem sido o feedback que tem recebido do público?

JF: Muito positivo. Na realidade há uma frase que se repete quando comentam os meus temas: “É diferente”! Ainda bem. Mission accomplished.

M: Para quem não conhece a Joana, o EP “This…Is Me” pode dar a conhecê-la melhor?

JF: Sem dúvida. Foi esse o objetivo, também.

M: O lançamento do primeiro álbum já tem data marcada?

JF: Ainda não. Este EP foi um “filho” muito querido que envolveu muito trabalho e muita gente. Prefiro esperar e deixar que ele dê os seus frutos, para já.

M: Onde vamos poder ouvir a Joana?

JF: Onde o público me colocar e me quiser! (risos)

M: Joana, muita sorte para a sua carreira!

JF: Mais uma vez muito obrigada e o maior sucesso para vocês, também.

Para ficarem a par de todas as novidades sobre a Joana França aqui ficam os respetivos links:

https://www.facebook.com/joanafranca2014/

https://twitter.com/officialjoanaf

por Marta Segão

7

Nº 2 - Fevereiro, 2016