Inominável - Ano 2 Inominável Nº9 - Page 45

Nº 9 - Agosto 2017

45

Outra atenção importante é a temperatura que este animal suporta. Não esquecendo onde tiveram a sua origem, dá para perceber que não apreciam o calor. Toleram temperaturas até aos 25°C, mas a partir dos 30°C deve ter-se alguns cuidados. Por exemplo, mudar a gaiola para um local mais fresco, ligar o ar condicionado (para quem tiver); outra opção é colocar algo seco e fresco junto delas, como um recipiente fechado com cubos de gelo.

Apesar de tímidas ao início, assim que ganham confiança adoram o seu companheiro humano. Mas atenção, têm uma excelente memória e se tiverem alguma atitude que as assuste elas ficarão receosas durante uns tempos até que voltem a ganhar a sua confiança. Elas podem, no início, mordiscar - afinal, têm muita curiosidade. Ensine-lhe que é errado esse comportamento, dizendo “não” e afastando-a com cuidado.

Com isto, já deu para perceber que não é um bichinho para ficar na gaiola e só ir lá de vez quando olhar para ele. Não. Devem sair, interagir com humanos. Mas sempre com extrema vigilância; não se esqueçam de que é um roedor, portanto cuidado com os fios elétricos!

Então já está decidido?

Uma chinchila saudável deve ter:

Olhos limpos e brilhantes; olhar vivo, alerta e sem "choro";

Nariz húmido

Pelo brilhante, sedoso e suave;

Corpo robusto e compacto;

Peso normal para o seu tamanho.

O comportamento de uma chinchila saudável é:

Estado de alerta (vivacidade);

Bom apetite;

Bebe água;

Usa vocalizações para se exprimir e é sociável;

Brincalhona, curiosa e muito interessada no que a rodeia;

Fezes não têm odor (nisto parece ser o único mamífero do mundo!), apresentam-se firmes e castanho-escuras, não devem ter diarreia nem obstipação. Não esquecendo que no dia em que lhe oferecer fruta a consistência dos dejetos muda.

A urina vai de laranja a acastanhado-claro (e sim, esta tem algum odor). Vermelho é um sinal muito preocupante.

Agora vamos ver como reconhecer um animal saudável: