Inominável - Ano 2 Inominável Nº9 - Page 39

Nº 9 - Agosto 2017

39

Apesar de tudo, o Sol é também um dos principais fatores de envelhecimento cutâneo e o principal responsável pelo cancro de pele (90% dos cancros de pele são provocados pela exposição solar). Por isso mesmo, sobretudo nesta altura do ano, o Sol deve ser aproveitado de uma forma responsável por todos.

Quando falamos de Sol e de proteção solar, lembramo-nos logo da praia, mas a primeira regra e a mais importante, é não nos esquecermos de que o Sol brilha em todos os lugares! Sempre que andamos ao ar livre, os raios UVA e UVB acompanham-nos.

Qual a diferença entre raios UVA e UVB?

Os raios UVB são os responsáveis pelos eritemas da pele, ou seja, pelos chamados escaldões. São também os responsáveis por muitas alergias ao Sol. Afetam o ADN mais do que os UVA, sendo os principais causadores dos danos directos no ADN, nomeadamente de alguns cancros de pele (normalmente, cancros de pele não-melanoma).

Os raios UVA são os principais responsáveis pelo envelhecimento precoce e pelas rugas. São também os responsáveis por muitos cancros de pele (melanoma). Os UVA são menos intensos do que os UVB, mas penetram mais profundamente na pele (derme), sendo responsáveis por danos a longo prazo, em vez de danos agudos.

Assim, sempre que vamos expor-nos ao Sol, o Protetor Solar deve ser a nossa melhor companhia. Este protetor deve proteger contra os raios UVA e UVB e isto deve estar escrito na embalagem. Também deve ser escolhido de acordo com a idade e com o tipo de pele. Falo na idade porque com as crianças deve haver um cuidado especial durante a exposição solar, pois dado o seu sistema imunitário e a sensibilidade da pele, uma queimadura solar numa criança é sempre algo muito grave.