Inominável Ano 2 Inominável Nº8 - Page 54

Aninhada numa cova entre três serras, invisível a partir das estradas que serpenteiam em redor, a aldeia da Drave tem o poder de enfeitiçar quem se decide a conhecê-la. A tarefa não é fácil: inacessível de carro, com um todo-o-terreno consegue-se ir até cerca de 1 km da aldeia, mas com um carro vulgar fica-se na melhor das hipóteses a quase 3 km de distância, e se a descida é relativamente pacífica, o regresso implica uma dolorosa hora de subida em declive por vezes bastante acentuado. Mas acreditem que vale a pena. Tem uma capelinha, branca no meio da pedra castanha, ribeiros que a contornam e até mesmo uma pequena cascata, árvores para piquenicar à sombra, um fantástico prado verde que parece saído dos livros, pontes de madeira, casas em ruínas, e um ambiente mágico.

Sem qualquer habitante nos dias que correm, e sem ter electricidade, água canalizada ou saneamento, a Drave (sim, diz-se “a” Drave) está actualmente “à guarda” do Drave Scout Centre (), um centro escutista que ali desenvolve regularmente as suas actividades.

Coordenadas: 40° 51' 40" N 8° 07' 02" O

58