Inominável Ano 2 Inominável Nº8 - Page 53

Nº 8 - Junho 2017

Perto de Mértola, numa das mais bonitas zonas do nosso Baixo Alentejo, a Mina de S. Domingos é uma aldeia absolutamente fora do comum. Dona de uma lindíssima e bem cuidada praia fluvial, de uma imponente igreja branca com laivos de mesquita que terá sem dúvida sido inspirada na Igreja Matriz de Mértola, a sua origem entrelaça-se com a história da exploração mineira que funcionou na região entre 1858 e 1965.

Mas é na Achada do Gamo, um dos locais onde se desenvolveu essa exploração, que deparamos com uma paisagem de ficção científica ímpar no nosso país: edifícios em ruínas, equipamentos abandonados, lençóis de água parada com cores acobreadas ou amareladas e vastas áreas pedregosas; um cenário pós-apocalíptico surpreendentemente atraente – e profundamente silencioso. Apenas se ouve o som da terra pisada pelos nossos passos, e esporadicamente o piar de uma ave muito ao longe. Ali é terra-de-ninguém, contaminada, onde rara vegetação cresce e que os animais evitam. Edifícios meio desfeitos, extirpados, estruturas expostas, os tons da pedra manchados pela ferrugem, o cinzento do solo declinado desde o quase branco até ao negro-carvão.

Existe um projecto para recuperar a área, por isso é muito provável que tudo isto mude (ou desapareça) em breve.

Coordenadas: 37° 40' 6" N 7° 29' 38" O

57