Inominável Ano 2 Inominável Nº8 - Page 50

As aldeias avieiras foram criadas no início do séc. XX por pescadores oriundos de Vieira de Leiria, que vinham pescar ao Tejo durante o Inverno e regressavam à sua terra e à sua faina pesqueira habitual nos meses mais amenos. O Escaroupim é uma dessas aldeias e nela subsistem algumas casas tradicionais, construídas sobre estacas para evitar as inundações durante as cheias frequentes do rio e pintadas de cores vivas, as mesmas cores do barco que pertencia ao seu dono. Restauradas e agora dedicadas ao comércio ou funcionando como museu, enchem de cor esta aldeia – que é minúscula, mas senhora de um carácter bem original.

O cais palafítico, também renovado, abriga os barcos dos pescadores ainda activos, e foram construídos mais alguns cais onde atracam as embarcações protegidas com toldos que se dedicam a levar grupos de pessoas em passeio pelos mouchões (ilhotas formadas pela acumulação de aluviões) do Tejo, habitats únicos para muitas aves, peixes e até cavalos.

Coordenadas: 39° 3' 58” N 8° 45’ 27” O

54