Inominável Ano 2 Inominável Nº8 - Page 44

Enquanto assistimos a estas mudanças aproveitamos o que de melhor Inglaterra tem para nos oferecer, especialmente agora que o sol já começa a espreitar e é tempo de aproveitar o jardim. Aí entendemos tão bem a urgência deste povo em despir a roupa e estender-se em qualquer pedaço de chão, porque é como se a pele implorasse por alimento, essa vitamina que tanta falta nos faz... e que fome a minha tem! Quando dei por mim, calções e top no ínicio de primavera como se fosse o pico do verão! Dissessem-me isto há dois anos e eu pensaria que estava tudo louco. Não foi preciso muito tempo para, dois quintais ao lado, se sentir o cheiro do churrasco de uns vizinhos brasileiros que eu nem sabia que tinha! Mas, com a chegada do sol, fomos todos como caracóis a porem os corninhos de fora, e o dia ganhou cor, cheiro, e o som de conversas!

Nesse dia ninguém se lembrou de Brexit, de crise, ou seja do que for. Se em Portugal uma boa partida de futebol faz o milagre de fazer esquecer certos problemas da nação, aqui passa-se o mesmo com a metereologia. Sentimos mais energia, mais apetite, e sentimo-nos um pouco mais em casa. Pronto, falta o belo do (bom) peixe na brasa, mas nem tudo na vida é perfeito... a menos que a gata da vizinha nos adopte, aí é díficil não a amar a vida!

Foi num dia assim, de sol, que decidimos ir almoçar perto da praia, numa localidade chamada Lyme Regis, e aproveitar para matar algumas saudades do ambiente marítimo. Lá fomos, entusiasmados!

Ao chegarmos perto começámos a ver nevoeiro: aparentemente, o bom tempo não tinha ali chegado naquele dia. Eu de vestido curto, armada em britânica num normal dia de inverno. Mas não, portuguesa e friorenta, essa é a verdade! Mantivemos o plano, lá fomos almoçar a um pub com vista para o mar, ou melhor, para a mancha cinzenta que se avistava (mas deixo aqui imagens de um dia de sol, para ficarem com a ideia). De seguida um passeio, durante o qual eu tentava usar a capacidade mental que dizem que temos para controlar o efeito do ambiente no nosso corpo.

48