Inominável Ano 2 Inominável Nº8 - Page 34

Além destas listas, deverão sempre incluir toda a medicação crónica para o período da viagem, seja ela de uma semana, um mês ou seis meses, pois os medicamentos diferem de país para país e o acesso aos mesmos também não é sempre o mesmo. Devem levar fotocópias das receitas médicas e/ou comprovativos médicos de todos os tratamentos que estão a fazer (com o nome completo do utente, nome genérico do medicamento, dosagens, preferencialmente escrito em inglês). Isto é uma regra crucial em muitos países, onde a entrada com alguns medicamentos pode ser dificultada.

Se necessita de transportar medicamentos injetáveis, como no caso de pessoas com diabetes que aplicam insulina, acondicione as agulhas em embalagens lacradas que deverão ser apresentadas à segurança do embarque juntamente com a receita, já que não são permitidos objetos perfurocortantes a bordo.

Não se esqueça de que na bagagem de mão (se a viagem for de avião), para transportar líquidos o limite da embalagem é 100 ml.

Se utiliza algum medicamento que precisa de ser conservado no frigorífico deve solicitar previamente o apoio da companhia de aviação, já que não é permitido entrar no avião com gelo.

Muito importante também é verificar quais as vacinas obrigatórias e as aconselhadas para cada país. Neste campo, acho importante e aconselho sempre uma ida à consulta do viajante. Paga-se, mas vem-se de lá com a certeza de que se fez tudo certinho para partir em segurança.

Se fizer férias próximo de casa, o principal mesmo é não se esquecer dos cuidados a ter com o sol e com as altas temperaturas.

34