Inominável Ano 2 Inominável Nº8 - Page 12

12

Salto agora um par de anos, na longa tábua do tempo, para aterrar em 1975. Ano do Tommy.

Mais uma excelente produção discográfica colocada em celulóide. Só que desta vez com um único autor musical: Pete Townshend, da banda rock The Who.

Lembro-me de ter visto este filme numa sala de cinema entretanto extinta, em Lisboa, ali bem perto da Avenida de Roma. Após ter visionado o filme JCS, jamais imaginei que se conseguisse fazer nova película usando somente a matriz da música sem qualquer diálogo – podia falar de “West Side Story”, mas já haviam decorrido mais de 10 anos desde o lançamento daquela longa-metragem. No entanto enganei-me bem, e recordo que quando saí do cinema disse para mim que um dia compraria o disco. Algo que curiosamente nunca fiz.

Naquele tempo, ainda eu frequentava os bancos da escola, já o tema “I´m Free” era cantado por muita juventude tentando usar a canção (quase) como um slogan político. A verdade é que o 25 de Abril ainda estava demasiado presente como Revolução.