Inominável Ano 2 Inominável Nº6 - Page 7

Nº 6 - Fevereiro 2017

7

A par destas comédias lusas inesquecíveis e irrepetíveis e que todos nós conhecemos de sobra, era-nos proposto também, algumas comédias estrangeiras, onde ponteavam por exemplo Jerry Lewis e Dean Martin, Abbott e Costello (duplas já aqui nesta Revista referenciadas). Curiosamente dos filmes de Charlot apenas surgiam as partes mais cómicas… Vá-se lá saber porquê…

Mas saltemos agora para as salas de cinema portuguesas onde começavam na época a chegar de França algumas comédias, quase todas encabeçadas por Louis de Funés. Deste actor, são sobejamente conhecidas as suas confusas aventuras como Gendarme francês.

Também Bourvil, outro grande actor francês, se apresentou com algumas comédias e que fez as delícias de muito português.

Como é perceptível por aquilo que acabei de escrever sou claramente, no que respeita à comédia francesa, muito duvidoso porque sempre fui apreciador deste género de cinema com origem em terras gaulesas. Estes exibem de um humor muito próprio sem grandes subterfúgios e daí a subtileza dos seus bons filmes.

A título de exemplo refiro algumas longas-metragens bem recentes, sendo estas belos exemplos da qualidade do humor francês, como são o caso de “Bem-vindo ao Norte” ou “Amigos improváveis”.

O Carnaval é por excelência a época das brincadeiras e das partidas. Por isso deixo aqui uma ideia: brinquem muito mas vejam também bom cinema.

A gente lê-se por aí!