Inominável Ano 2 Inominável Nº5 - Page 44

Espero ter cativado o vosso interesse por este tema, que tem tanto para explorar. Convido-vos a acompanhar os próximos textos e espero poder ajudar a levar mais longe a paixão pela fotografia, essa arte em que sentimentos e enquadramentos estão sempre ligados ao conhecimento e ao domínio da técnica.

Boas fotos!

44

Finalmente, o ISO! Mas o que é isso do ISO?

ISO é a sigla de International Organization for Standardization e, tal como na explicação da abertura, não vou esmiuçar a tabela complexa. Vou referir apenas que o ISO nos permite definir a sensibilidade ótica que o sensor tem à entrada de luz.

As máquinas apresentam esse valor sempre com o prefixo ISO, seguido de números. Quanto menor o ISO, menor a predisposição do sensor à luz. Não quer isto dizer que devemos fotografar com os valores de ISO o mais baixo possíveis, nada disso! Até pelo contrário, mas deixemos essa discussão para outros artigos mais à frente, ok? Contudo, há um contra a considerar: quanto mais elevado for o ISO, e por sua vez a sensibilidade, maior será a quantidade de ruído que a vossa foto tem. O ruído é vulgarmente chamado de grão. Imaginem por exemplo a abertura das vossas íris. Por vezes abrem os vossos olhos de forma a ver com mais clareza, ou fecham as pálpebras para reduzir a entrada de luz e ver ao longe com mais detalhe. Isto é a sensibilidade dos vossos olhos. Da mesma forma, o sensor da máquina tem de ser informado de como se devem comportar os “seus olhos”.