Inominável Ano 2 Inominável Nº5 - Page 31

Já o brinde era considerado um presente, algo como um amuleto que dava sorte a quem o encontrasse. Infelizmente, a tradição deixou de ser o que era, e o uso destes dois símbolos foi proibido. E quem nunca “esburacou” o Bolo Rei para encontrar o brinde que coloque o dedo no ar. Por isso, nesta minha versão de Bolo Rei, se quiserem e forem saudosistas como eu, podem colocar o brinde e até mesmo a fava.

Aqui fica a Receita:

650 g de farinha sem fermento

30 g de fermento fresco

100 g de margarina

100 g de açúcar

180 ml água

1 cálice de vinho do Porto

250 g de frutas cristalizadas e frutos secos

2 ovos + 1 ovo para pincelar

1 colher de sobremesa de sal

1 brinde

1 fava

Comece por ativar o fermento juntando-lhe 150 gr de farinha e 80 ml de água. Dissolva e deixe a repousar por 15 minutos.

Entretanto junte aos ovos o açúcar, a margarina e mexa bem com as mãos. Coloque a seguir o vinho do Porto, a água restante, a farinha e o sal e amasse até ficar com uma massa homogénea. Junte então a massa de fermento e volte a amassar até ficar macia. Misture as frutas, molde uma bola e deixe repousar por 30 minutos numa taça polvilhada com farinha.

Passado esse tempo, coloque a assar sobre papel vegetal e dê-lhe a forma de bolo rei. Espete no bolo, neste momento, a fava e o brinde envolto em papel vegetal. Deixe repousar por mais 50 minutos.

Quando a massa estiver levedada, pincele o bolo com um ovo batido, decore com a fruta e vai ao forno previamente aquecido nos 180º durante 30/35 minutos.

Se tiver um forno de lenha, experimente e comprove as diferenças.

Sirva acompanhado com um cálice de vinho do Porto ou com um chá, rodeado da família e à frente da lareira.

Bom Apetite!

Nº 5 - Dezembro 2016

31