Informativo RedeJur volume 03 - Page 6

Uma PAUSA para repensar. Um momento de reflexão coletiva “Me disseram, porém, que eu viesse aqui, para pedir, de Romaria e prece, paz nos desaventos”. Uma das canções mais conhecidas e cantadas da música brasileira tem como tema a romaria,antiga tradição religiosa consiste em uma peregrinação de uma pessoa ou grupo de devotos até uma igreja ou lugar santo. Trazida para o Brasil pelos portugueses, logo se fundiu aos hábitos de fé local. Dr. Vinicius Porto, atual presidente da RedeJur e sócio do escritório Marcelo Tostes Advogados, tirou alguns dias de férias para realizar um projeto pessoal: o de acompanhar uma romaria, saindo de sua cidade natal, Formiga/MG, até o Santuário de Nossa Senhora de Aparecida, em Aparecida/SP. A atividade advocatícia exaure o profissional de Direito, tomando-lhe muitas horas de dedicação diária, invadindo, constantemente, os finais de semana, que deveriam ser dedicados ao descanso e às atividades pessoais. P or isso, é de especial importância que o advogado se exija parar de vez em quando e se dedicar a um relevante projeto de ordem pessoal, espiritual. Foi com esse propósito que o dr. Vinicius Porto se juntou a um grupo de romeiros e buscou nestes dias, concentrar-se em uma viagem de reconhecimento interno. Parte dessa viagem, dessa introspecção, ele verbalizou em uma poesia escrita durante a caminhada. Romeiro que é romeiro nunca pula cal, Com a ajuda dos amigos ele não há de passar mal, A vista é sempre muito bonita, Mas bonita de verdade é essa gente que nunca sopita. Caminhar morro abaixo é fácil, mas aflora a dor, Quando avista morro acima: Obrigado Senhor! O bandeira da frente é o homem mais valente, O bandeira de trás o conforto e a paz! Desde que aqui cheguei me chamam de doutor, Mas vejo em cada um deles o carinho do professor, Uns vem por aventura, uns talvez por promessa, Uns pra agradecer à Deus, todos caminham com pressa. Resta só agradecer, todo dia vi o sol nascer, Este caboclo saiu de casa veio aqui pra aprender! Tem romeiro frentista, balconista e lanterneiro, Romeiro faxineira, professor e açougueiro, Romeiro do lar, artista, lavrador e pedreiro, Tem bancário, pintor e até peão de boiadeiro. Tem também um boa gente, se formou pra engenheiro, Chegou amigo dos meus irmãos, vai voltando meu companheiro! Obrigado meus amigos, que queria agradecer, Enquanto escrevo o peito chora, minh ‘alma sorri, Me sinto tão vivo quanto no dia em que nasci! Uns vem pra ajudar o próximo, todos praticam a fé, Sino toca, arruma as traia, hora de sair à pé, Tem caminhante novo, tem velho, tem de toda idade, E este singelo doutor, veio aqui fazer faculdade. Não encontro as palavras certas pra poder lhes dizer, Queridos romeiros, meu coração será eternamente grato a cada um de vocês! O choro é de alegria, o nó da garganta não sai, Rezem pelo meu filho, rezem também pelo meu pai! Estou sempre amparado, Tenho sempre um ombro amigo caminhando lado a lado, Tem sempre água fresca, mexerica e muito amor, Pé na roça e na cidade, caminhando em louvor. Muito obrigado Senhor, muito obrigado Senhora Aparecida, Aqui na romaria eu vi o verdadeiro sentido da alegria, Força romeiros, força gente, Estamos indo para a casa de Maria! Toda gente é muito humilde, a verdadeira esperança, São a melhor maravilha que encontrei nesta andança, Aprendi que por aqui carinho não tem idade, São ricos em amor, em fé e solidariedade. Que Deus nos dê a graça de encontrar o nosso norte, Como dizia meu pai, tenhamos sempre a fé firme e a vontade forte! Coragem romaria. Muito Obrigado! Vinicius Porto, julho/2014