Informativo ABECO Informativo No 7 (out-dez 2016) - Page 3

Informativo da Associação Brasileira de Ciência Ecológica e Conservação Número 07 – Outubro a Dezembro de 2016 As mesas-redondas “Como modelos ajudam a descobrir como comunidades ecológicas são organizadas?” e “Reconciliando Darwin e Elton no século XXI”, ocorreram nos segundo (esquerda) e terceiro dias do evento (Foto: Comitê Organizador). Pedro Peres-Neto (Univ. Concordia - Canadá) abriu o quarto e úlEmo dia do evento com a conferência que tratou de abordagens analíEcas para integrar fatores ecológicos e evoluEvos nos estudos de comunidades. As mesas-redondas do úlEmo dia abordaram o uso da filogeografia em estudos ecológicos, a conservação dos Pampas, o uso de modelagem em estudos de ecologia evoluEva e o comparElhamento de dados ecológicos. Finalizando o ciclo de mesas-redondas, foram discuEdos a dispersão biológica através da genéEca de paisagem e as possíveis interações entre os setores acadêmico e produEvo. Encerrando as conferências, Mercedes Bustamante (UnB) apresentou uma discussão sobre os desafios brasileiros na miEgação da mudança climáEca e conservação da biodiversidade, com base em sua grande experiência em estudos no Cerrado e no Ministério do Meio Ambiente. Além das palestras e conferências, houve apresentação de 140 pôsteres cienTficos, das mais variadas áreas de pesquisa ecológica. Nesta sessão, a parEcipação de estudantes de pós-graduação foi maciça e a qualidade dos trabalhos, elevada. A reunião do corpo editorial da Natureza & Conservação, que ocorreu como uma aEvidade paralela, tratou de mudanças substanciais na revista (veja abaixo). Na sessão de encerramento, foi aprovada a “Moção em defesa da pesquisa ecológica no Brasil”, onde os ecólogos manifestaram sua preocupação com a atual políEca cienTfica e orçamentária brasileiras (veja abaixo). Embora tenha ocorrido num ano de grandes cortes orçamentários, o apoio do Grupo O BoEcário, CAPES e FAPERGS, além das taxas de inscrição, foram essenciais para viabilizar o evento. A ABECO e o Programa de Pós-Graduação em Ecologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul realizaram um evento ímpar, marcado pela presença de profissionais que muito contribuem para a ecologia e conservação no Brasil, com trabalhos inovadores nos mais diversos temas. A repercussão do evento foi posiEva e manifestada de diversas formas pelos associados da ABECO e demais parEcipantes. Portanto, já com saudades de Gramado, os ecólogos da ABECO certamente já estão na contagem Sessão de pôsteres durante o I RABECO & V regressiva para o próximo evento em 2018! SET (Foto: Comitê Organizador).