Informativo ABECO Informativo No 12 (mai-ago 2018) - Page 20

INFORMATIVO ABECO | Edição Nº 12 indicação técnica de Paulo Henrique Marostegan e Carneiro para o cargo de presidente do órgão. As recentes decisões do governo do presidente Macri na Argentina, somadas à política de ajuste realizada desde 2015 no país, motivaram um abaixo-assinado que percorreu várias partes da comunidade científica mundial e que a ABECO é signatária. O documento é uma denúncia do estado de crise em que a ciência argentina está mergulhada e elenca pontos que devem ser considerados para a retomada da ciência naquele país. 20 O Brasil que a ABECO quer Fruto de sugestão de associados durante a assembleia ocorrida na 2ª Rabeco, a ABECO divulgou em 24 de setembro em seus canais de comunicação uma moção apontando diretrizes para o próximo governo federal. Veja a moção na íntegra. O Brasil que a ABECO quer: diretrizes políticas em prol da Ciência Ecológica e da Conservação da Biodiversidade para o próximo governo federal O conhecimento científico é base para a construção e o fortalecimento de um país autônomo e soberano. O Brasil tem dimensões continentais e abriga uma enorme biodiversidade que é essencial para gerar os bens e serviços entregues pela natureza e assim garantir nosso bem- estar. Cientes disso, os cientistas em ecologia têm contribuído para que a conservação e o uso sustentável da biodiversidade e dos serviços ecossistêmicos sejam parte do desenvolvimento econômico e social do país. Entretanto, nos últimos anos, testemunhamos cortes consideráveis no orçamento de Ciência e Tecnologia e o enfraquecimento da legislação ambiental e de políticas ambientais e sociais como suporte à tomada de decisão em conservação e uso sustentável. Tendo em vista a importância da ciência no desenvolvimento de estratégias de superação da crise, a Associação Brasileira de Ciência Ecológica e Conservação (ABECO) oferece estas propostas fundamentais para a retomada da ciência no Brasil e para a superação da lacuna ciência- aplicação com um governo comprometido em promover o desenvolvimento sustentável apoiado no conhecimento científico: 1) Respeitar incondicionalmente a Constituição Federal e seus princípios (como o respeito à democracia, às liberdades individuais, à função social da propriedade e ao meio ambiente). 2) Fortalecer a ciência e a educação, não apenas recuperando investimentos, mas fortalecendo seu crescimento, como o fazem países que estão na