Informativo ABECO Informativo No 11 (jan-abr 2018) - Page 18

INFORMATIVO ABECO | Edição Nº 11 cursos com nota 3, 49 cursos 4, 28 cursos 5, 17 cursos 6 e 9 cursos 7. Seis PPGs foram indicados para fechar suas atividades. Em termos comparativos, excluindo cursos em acompanhamento que não tiveram nota alterada e os Mestrados Profissionais (MPs), a Área ficou com 20% de PPGs com notas 6 e 7 (em números absolutos saiu-se de 18 PPGs nota 6 e 1 PPG nota 7 para 17 nota 6 e 9 nota 7); essa proporção no conjunto das Áreas avaliadas é 14,5%. Em relação ao número de Doutorados 26% dos PPGs ficaram com notas 6 e 7, o que é similar ao valor de Áreas próximas como CB1. No que se refere aos MPs a Área evoluiu de 5 PPGs nota 3 para 2 PPGs nota 3 e 3 PPGs nota 4. No Relatório foi destacado que a Área de Biodiversidade entende que a avaliação deve ser contínua, ocorrer em clima de confiança e transparência, considerar suas metas como diretrizes ao longo do processo de avaliação e utilizar métricas diversas, objetivas e de 18 simples entendimento. O processo deve apresentar potencial evolutivo (adaptável) e ser capaz de identificar problemas e deficiências, assim como potencialidades individuais e do sistema, fortalecendo o mesmo como um todo e auxiliando o seu aprimoramento por meio do diálogo de seus componentes. Considera-se que ao final do processo, a avaliação fornece à sociedade, através do relatório, uma análise da qualidade do serviço prestado - formação de recursos humanos qualificados ao nível de Pós- Graduação na Área de Biodiversidade. Fonte: Capes- http://www.capes.gov.br/sala-de- imprensa/noticias/8691-capes-divulga- resultado-final-da-avaliacao-quadrienal- 2017 Veja o Relatório na íntegra, no site da CAPES, em: https://docs.google.com/viewer?a=v&pi d=sites&srcid=Y2FwZXMuZ292LmJyfGF 2YWxpYWNhby1xdWFkcmllbmFsfGd4O jNjMjNlYzNkN2FjYzNiMmM