Edição 562 Julho/Agosto revistaOE562_V2b_11OUT - Page 56

e n e r G I a / s o l a r Enel constr�i maior planta de ener�ia solar do Pa�s no Piau� A empresa italiana de geração de energia Enel Green Po- wer anunciou em fevereiro último o início de construção da maior usina solar do Brasil, a Nova Olinda, localizada no mu- nicípio de Ribeira (PI). Quando concluída, terá 292 MW em ca- pacidade. O investimento é de US$ 300 milhões e o complexo ocupará área de 690 ha. O empreendimento fez parte de um leilão de energia solar ganho pela Enel em agosto de 2015. O Estado da Bahia tem outros dois megaempreendimen- tos em obras de usina solar da Enel Green Power. Um é no município de Tabocas do Brejo Velho e o complexo chama-se Ituverava. A capacidade desse projeto é de 254 MW. O outro é o de Horizonte, com 172 MW, que fi ca ao lado ao projeto Ituverava e aproveitará a mesma infraestrutura. A empresa italiana iniciou recentemente a operação do parque solar Lapa, maior parque solar fotovoltaico atualmente em operação no Brasil. O complexo fi ca localizado em Bom Jesus da Lapa (BA), e é composto por duas usinas - Bom Jesus e n e r G I a / H I da Lapa (80 MW) e Lapa (78 MW), com capacidade instalada total de 158 MW. Na Bahia, a Enel ainda constrói os parques eólicos Morro de Chapéu (172 MW), Delfi na (180 MW) e Cristalândia (90 MW). A Enel tem outros negócios na área de energia no Bra- sil. Ela controla a Central Geradora Termelétrica Fortaleza, no município de Caucaia (CE), que integra o Complexo Industrial e Portuário do Pecém. Nos estados do Rio de Janeiro e Ceará, a Enel atua com distribuição de energia para quase 7 milhões de residências, indústrias e estabelecimentos comerciais, atingindo 150 mu- nicípios. No México, a Enel investe com recursos próprios cerca de US$ 650 milhões na construção da planta solar de Villanueva. Com 754 MW, é no momento a maior usina fotovoltaica em construção nas Américas. O projeto será entregue ano que vem. d r e l É t r I C a UHE Col�der entra em fase de monta�em eletromec�nica A UHE Colíder está quase pronta. Cerca de 95% das obras estão concluídas. A barragem, o vertedouro, a tomada de água e o sistema de transposição de peixes já foram entregues; as demais estruturas civis e acessos permanentes estão em fase de acabamento. O volume expressivo de trabalho concentra-se, agora, na monta- gem da turbina e gerador e demais equipamentos necessários à gera- ção de energia dentro da casa de força; e na construção da linha de transmissão de interesse restrito da usina. A subestação de energia, que fi ca junto à usina, está em fase fi nal de montagens elétricas. Toda a supressão da vegetação na área do reservatório foi concluí- da e a previsão de enchimento do lago é para o segundo semestre des- te ano. As obras estão a cargo do consórcio J. Malucelli e CR Almeida. 54 | | J u l h o /A g o s to 2017 A usina hidrelétrica de Colíder está sendo construída no rio Teles Pires, norte do Estado de Mato Grosso, nos municípios de Nova Canaã do Norte e Itaúba, além de áreas dos municípios de Colíder e Cláudia. Ela terá potência de 300 MW. O empreendimento é da Companhia Paranaense de Energia (Co- pel) e trata-se da primeira hidrelétrica da estatal fora do Paraná. As obras iniciaram em meados de 2011. A barragem possui 1.526 m de comprimento na crista e 40 m de altura máxima. O reservatório terá 171,7 km². São três unidades geradoras do tipo Kaplan. Cada unidade terá 102,3 MW. O eixo de geração está sendo instalado na vertical na casa de força. A subestação da UHE está estabelecida no município de Cláudia.