Edição 562 Julho/Agosto revistaOE562_V2b_11OUT - Page 117

R A N K I N G D A E N G E N H A R I A B R A S I L E I R A Escassez dos investimentos p�blicos faz mercado de infraestrutura recuar uma d�cada - ao n�vel de 2005 O caos fi scal provocado por uma década de gastos crescentes na área social pelo governo federal, sem a preocupação de fazer expan- dir a geração de receita via arrecadação — que somente seria pos- sível se a taxa de investimentos públicos fosse mantida e se criasse empregos novos em volume sufi ciente, se somou à paralisação das obras e projetos da Petrobras provocada pelas investigações em tor- no de supostos casos de corrupção nos contratos da estatal. A queda de arrecadação na economia atingiu da mesma forma os governos estaduais e as prefeituras das principais cidades. Resultado: o faturamento dos quatro segmentos de engenharia re- presentados pelo Ranking da Engenharia Brasileira 2017 da revista O Empreiteiro teve queda sensível pelo terceiro ano consecutivo, re- cuando para o patamar de 12 anos atrás, ou seja, 2005, em valores atualizados. As 190 maiores empresas, oriundos dos segmentos de Constru- ção, Montagem Industrial, Projeto e Gerenciamento, e Serviços Es- peciais de Engenharia, somaram uma receita bruta conjunta de R$ 53,11 bilhões em 2016, recuando -33,58% com relação ao nível de faturamento do ano anterior. As 100 maiores construtoras viram a receita bruta cair -37% para R$ 37,11 bilhões em 2016. As 20 maiores empresas de montagem industrial faturaram R$ 5,66 bilhões, -18,3% em relação a 2015. As 40 principais empresas de projeto e gerenciamento tiveram queda de -34,7% no faturamento, para R$ 4,77 bilhões nes- se ano. As 30 empresas de Serviços Especiais de Engenharia que lideram este segmento atingiram R$ 5,58 bilhões em fa- turamento em 2016, -4% se comparado ao exercício anterior. afi ns, como softwares, instituições fi nanceiras e outras. Cerca de 3 mil empresas que atuam em construção, projeto, montagem industrial e serviços especiais de engenharia recebem um questionário específi co, cuja resposta é feita pel X]H˂]\[[\Z]Z\˘KHXXp[X[H]HY]KB\H[[۝0XZ\XXYH[\[KH\YH\0ܚXH]YHY\H]\[Y[\\]X]KBܙ\[H]\[ܙ\]X[^Y[0[XHX[ۘ[Hp˜[ۜ[ZY܈ SKHY\ꛘXHH H^[XH M[[H]YHX[][H N KY[H[p]0[\\˂H\YH\0ܚXHH\[H[Y\\ NLXZ[ܙ\[KB\\]X]YY[]Y8%]YH\\[[H\ HBX\]YH\X\\[HH\]Z\H M[0[H\ۜ]ܘ\[[B[p\X\]YH[Yܘ[HH\]Z\H[XY\ XXYH\HYp˂\H\]Z\K\[\\\H[[\XH]YH[\[H۝]™HYZ[\pH؜\[H[Z\]\[Y[]\]Z]KB[H0p[X[^YH[H M\H]YH[H\X\B[H]Y]܈[\[[H H\\\\0Y[YHY[[˂\]\ꛘX\HY\ۚXYY\Y[[B[[\XH\[Z\Hܜ[H܈X\XH\[\\\B\[ܛXpY\ܘ[H[XY\ܘH^HZ[HHKB^H[[۝0X[H MXXY˂ TURTHSPSSUH RSSTTT“[[H[[\XH\[Z\H M0HH Yp™H\]Z\H[X[^\]H]YHH]\H[\Z]Z\X[KBK[ؚ[^[\HH Z[[\\\]X]YY[BH]]YY\\H NMK0H0X\YX[^Y›Y\YHۜpH[Y\]\HH\\\XKB\X\8%]YH\H\HYY\][H]]YYH]܂]]\]\[Y[\X\[\\\H[[KBXK[HY\ۘܙ]Y\[H\\[X]]\[ Y\™H[\[Y[\\ٙ\\HYZ[\p0XK[[H[[\XH\[Z\H0HۜY\KBY\ꛘXH[\[[[ LY\\H\B\H[X\\\X\[\Y\YBۜpH[Y\]\KYp[[\X\™[\\\H[[\XK۝][\0X]Z\Hݙ\\ۘ\[۰\X\]Y\B0X\]ܙ\H[ܝ\[\XK[XKBY[[[ؚ[p\[H[X][XpY\[\Y[BYܙ\]YH[0XKp\[\XHB\pXX[\H\XZYܙ\Hp\]Z[\™HX]\XZ\Hۜp\\Yܘ\H\pB˜]\[[\Z]Z\˘K LM