Edição 562 Julho/Agosto revistaOE562_V2b_11OUT - Page 99

tinha cerca de 20 m de extensão e 15 m de altura. A 210X2 ainda efetuou o carregamento de caminhões com material agregado. Em dezembro de 2016, a Céu Azul levou a Link-Belt para outra obra estratégica para o saneamento da cidade. Nesse caso, a 210X2 operou em uma obra de contenção de alaga- mentos, em Sorocaba, empregando um rompedor, ao invés da caçamba. As escavadeiras hidráulicas Link-Belt chegaram ao mer- cado brasileiro em 2012, por intermédio da LBX do Brasil, subsidiária da americana Link-Belt Excavator Company, em- presa do grupo japonês Sumitomo. Aposta nos serviços A Case vem ofere- cendo várias soluções na área de serviço. O Case Care, um con- junto de soluções na área de pós-vendas, que tem como objetivo acompanhar a vida do equipamento, organizando em uma única ferramenta todo o histórico de manutenção da máquina, é uma delas. Outro é o de gestão da frota de locadores, como o SiteWat- ch, que faz o monitoramento via satélite, controlando não so- mente a localização, mas as horas trabalhadas e as condições técnicas do equipamento. Este ano, a marca também passa a ofertar uma ferramenta de diagnóstico de alta precisão, o Da- tar, capaz de antecipar possíveis problemas no equipamento. Quem informa sobre as inovações em serviços é Carlos França, gerente de marketing da Case Construction Equipment para a América Latina. Ele complementa que no fi m [œ\YH[\\H[\]H ͋ HZ[0Y\[[Y[BX[ۘ[^pH[HH\]YZ\\HZ\[[ΈB L N  \YH   LH ˂'\H[H[[[XZ\[H]X[ۘ[H N \\YYZ\K]YH^HHYpH]\]KBZ\H\H\H][\[HY\Yܙ\[H\[ ]YBH\0\\YYZ\\H\]Y[ܝx'K[XK8'H]0H™HH[ݛ]Z[H\[Y[HX\x'K˜]\[[\Z]Z\˘KM