Edição 562 Julho/Agosto revistaOE562_V2b_11OUT - Page 92

e d I F I C a ç Õ e s Construção com padrão internacional de sustentabilidade O projeto do Centro de Pesquisa e Desenvolvimento, em Ca- pivari (SP), tinha o requisito básico de seu proprietário, o grupo francês Saint-Gobain, de seguir padrões mundiais de sustentabi- lidade. Coube à construtora Rio Verde cumprir a missão - e assim foi feito. A empresa informa que na construção, entregue em 2016, teve a utilização de 13% de conteúdo reciclado de materiais da própria obra. Além disso, houve destinação dos resíduos não uti- lizados para locais devidamente licenciados pela Cetesb. Seguindo a premissa da sustentabilidade do projeto, foi feita durante a obra pela construtora a otimização de uso de água e energia, com treinamentos de conscientização dos funcionários; reutilização de água de dreno de ar condicionado; proteção de taludes com barreiras físicas para diminuir sedimentação que carreasse partículas de solo para o leito dos rios durante as chu- vas; e a utilização de pisos drenantes favorecendo a infi ltração de água pluvial. O Centro da Saint-Gobain foi construído pela Rio Verde que fez toda a execução do empreendimento, desde a terraplenagem até os últimos acabamentos. A edifi cação é dividida em quatro setores. Dois deles reúnem o show room, espaço sensorial, sala multiuso, escritórios e salas de reuniões, com estruturas concre- tadas in loco. As paredes de concreto ripado e aparente são um dos marcos da arquitetura do prédio. Nesses setores, executou-se ainda laje de concreto maciço em partes com vigas invertidas, impermea- bilizadas com manta asfáltica, além de uma camada de argila expandida para conforto térmico. Os outros dois setores, compostos de laboratórios, salas de testes e casas de máquinas, o sistema adotado foi o de estru- tura pré-fabricada. Já a estrutura da cobertura e as telhas são metálicas nesses trechos da edifi cação. Foram aplicadas no prédio várias soluções, tecnologia e pro- dutos da própria Saint-Gobain, incluindo em paredes, forros, pla- cas, dutos, isolamentos, insumos e fechamentos. Por conta disso, a construtora teve que lidar com diferentes especialistas das di- versas atividades para aplicação. Entre a mais destaca tecnologia adotada estão os fechamen- tos em pele de vidro, que são de eletrocrômico e seu funciona- mento se dá através de uma nano camada interna de materiais cerâmicos, cujas moléculas são distintamente dispostas através de reações a baixos impulsos elétricos. Essa tecnologia assegura conforto térmico e retenção de luz do sol. Trata-se do primeiro uso no Brasil da solução. O centro aberto no interior de São Paulo é um dos oito no mun- do do grupo Saint-Gobain. A unidade se concentra em duas linhas de pesquisa no local: ciência dos materiais e física das edifi cações. O empreendimento da multinacional francesa possui a cer- tifi cação Leed Gold, o que ratifi ca a Rio Verde como construtora com experiência necessária para executar projetos industriais e comerciais seguindo os requisitos para a obtenção desta certi- fi cação - o principal selo para edifi cações sustentáveis no País. Participação em �randes pro�etos O Grupo Serv-Maquinas atua há mais de 20 anos no ramo da construção civil, montagem e manutenção industrial, nos setores de petróleo e gás, papel e celulose, mineração, energia, entre outros. A Serv-Máquinas possui uma frota completa de veículos novos, com objetivo de garantir a segurança e integridade com seus produ- tos. A empresa procura ainda aplicar em suas ações responsabilidade socioambientais, reunindo conjunto de atitudes individuais e empre- sariais, visando o desenvolvimento sustentável. O grupo possui também um vasto histórico de sucesso entre suas obras realizadas, tais como: Refi naria Presidente Getúlio Vargas, em Araucária (PR), com o consórcio da