Edição 562 Julho/Agosto revistaOE562_V2b_11OUT - Page 88

C o n s t r u ç ã o I n d u s t r I a l Um novo mercado, um novo produto A Espiral Engenharia, experiente no mercado de engenharia de acesso, escoramentos e formas para laje, planejou e decidiu apresentar sua linha de produtos para o mercado de infraestrutura e construção pesada, exatamente quando este mercado teve uma retração signifi cativa. O que poderia parecer uma estratégia incoerente foi exatamente o contrário, pois enquanto várias empresas desse mercado perderam contratos, outras se fortaleceram. E para crescer junto a essas empresas, a Espiral lançou sua linha de formas verticais, criando parcerias que em pouco tempo já trouxeram re- sultados. Para lançar um relevante produto a empresa acredita ser ne- cessário ter um grande suporte de engenharia, junto à área de pesquisa e desenvolvimento, além da comercialização do produto. Nesse momento a retração do mercado foi favorável para a Espiral, pois permitiu a contratação de excelentes profi ssionais, altamente qualifi - cados na utilização desse produto para unir-se ao corpo técnico-comercial já existente na empresa. Essa união resultou na FormaESP - formas alta- mente resistentes, produtivas e com excelente acabamento fi nal. Poucos meses após o seu lançamento, a FormaESP abriu as portas do mercado de infraestrutura para a Espiral no Nordeste, através da fi lial da Bahia, onde foram fechados vários contratos de grande relevância para o desenvolvimento do Estado, a exemplo da construção do Hospital Couto Maia com a Metro Engenharia; da Rodovia BA-093 com as construtoras Odebrecht e OAS; da Universidade Federal do Oeste da Bahia com a CSG Engenharia; do Sesi, Senai e Cimatec, em Camaçari com a Gemec En- genharia; da Universidade Federal Sul da Bahia com a RCI Construções; da ampliação da fábrica de pneus Continental com a BDG Construtora, e da bar- ragem do rio Colônia em Ita- pé com a