Detectives Selvagens 2- Medo - Page 60

Ana rita paiva IV Pergunto-me e se amanhã, no esquecimento cair? Se não souber, um verso descobrir, ao som de um poema sorrir? Temo o amanhã esquecido, aquele amanhã perdido, que em parte alguma espero encontrar. Temo a solidão a solidão de uma vida sem ler, de um mundo sem memórias, de uma vida sem ser. Temo um dia ser um ser, um ser, sem o ser eu. 60