Detectives Selvagens 2- Medo - Page 59

poesia III Temo as saudades, aquelas saudades que só na memória, na memória se conseguem matar. Temo que o tempo, não me dê tempo, para no tempo conhecer, para no tempo perder, para no tempo admirar. Porque o tempo, esse, já tantos me tirou. 59