Date a Home Magazine | Jul / Ago / Set 2014 - Page 108

REGIÕES | Arrendar Porto Com Paixão | Entrevista

Não pode ser. As rendas das casas na baixa são muito elevadas. Um centro histórico sem gente, é uma cidade adormecida. É isso…investia para que a baixa fosse mais habitada

Como será o Porto e a nossa sociedade daqui a 30 anos?

Uma grande metrópole. Com uma dinâmica cultural brutal, e com a sua tradição intacta. Somos uma cidade da casa da música mas também do majerico. É assim que vai ser, mas com mais espaços culturais, e com mais espetáculos, mais gente a viver na ci-dade. Menos idosos isolados nas suas casas. Mais árvores na cidade. Há um certo pudor em plantar árvores na cidade…não percebi porquê. É assim que vejo, uma cidade do mundo!

Qual é para si a rua mais importante do Porto?

Não vejo o Porto numa rua. O Porto é fabuloso por-que tem muitas ruas importantes. Ver o Porto numa rua, é fechar uma cidade numa casa. Conhecer o Porto é sair por todas as suas ruas e hipnotizar-se atra

108

"Não vejo o Porto numa rua. O Porto é fabuloso porque tem muitas ruas importantes. Ver o Porto numa rua, é fechar uma cidade numa casa."