Cultura RPG - Page 8

08

Desde o início dos tempos, a humanidade tem o hábito de contar histórias, antes mesmo da existência da escrita. A contação de histórias, ou narrativa, é uma prática oral mile-nar e também se manifestava por gestos e expressões. É uma atividade social e cultural de compartilhar his-tórias, muitas vezes com improvisa-ção e teatro.

Nos dias de hoje, a narrativa pos-sui amplo alcance e tem sido utiliza-da como entretenimento, mas tam-bém para educar, preservar culturas e valores morais. Além de suas for-mas tradicionais, como contos de fa-das, mitologias e lendas, a narrativa passou a representar nossa própria história no mundo e a evolução das normas culturais. Esse costume é le-vado ao RPG que, além de ser um jogo de interpretar papéis, é “um jogo de contar histórias”.

Dungeons & Dragons foi criado em 1974, conhecido como o marco inicial do RPG, porém a origem do mesmo, por incrível que pareça, está nos Boardgames.

Os boardgames inicialmente e-ram tidos como jogos de guerra Con-sidera-se que Chaturanga, anteces-sor do xadrez, foi o primeiro jogo de guerra. Possui peças representando infantaria, elefantes, bigas, um rei e seu conselheiro, que se movem so-bre um tabuleiro de 8x8 bem parecido com o de xadrez.

artigo

Origens do RPG

por Priscilla Tôrres