Cinema, Destination Image and Place Branding Cinema, Destination Image & Place Branding - Page 94

CINEMA, DESTINATION IMAGE & PLACE BRANDING Da filmografia produzida em Cabaceiras, boa parte se refere a documentários, de curta ou média- metragem, executados por realizadores locais, que mostram o cotidiano da população da região, desde 1921. Entretanto, o filme que deu notoriedade ao município foi “O Auto da Compadecida”, produção de 1998, com elenco nacional e baseado na obra do poeta paraibano Ariano Suassuna. Embora a narrativa seja passada em Taperoá, cidade-natal do autor, a cidade de Cabaceiras foi escolhida como cenário parcial do filme, que se tornou a maior bilheteria nacional do ano 2000. Considerando que o filme “torna-se geográfico pelos espaços que representa e pelas percepções territoriais que estimula” (Fernandes, 2013: 242), a escolha de Cabaceiras pouco influencia no resultado final pois ambas se localizam no Cariri e possuem uma paisagem natural e cultural, a grosso modo, similar. O alto nível de popularidade desta obra possibilitou atingir um público maior, que se tornou potencial turista cinematográfico. Desta maneira, um espaço degradado economicamente ganhou centralidade turística ao se tornar a imagem da narrativa literária de Suassuna, reconhecidamente mística e folclórica. Criaram-se, assim, novas narrativas de regeneração que se basearam no patrimônio cultural urbano e rural e seu geopatrimônio, onde os signos e sinais embasaram estas novas representações do espaço. Figura 2- As funcionalidades do Lajedo do Pai Mateus. a) Visão ampla do lajedo e de seus caos de blocos; b) cenário da novela “Aquele Beijo”, da TV Globo, produção de 2011; c) entrada ao Lajedo, com a cabana que serviu de cenário, conforme visualizados